Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT
Anúncio 01

Últimas Notícias

Acontecerá no próximo domingo, 16/12, em Juruena a 2ª edição do leilão beneficente Laço e Abraço, o evento é promovido com o intuito de angariar recursos para o Hospital de Câncer de Mato Grosso.

O evento será realizado no Salão Paroquial da Paroquia São Pedro Apostolo, em Juruena.
As festividades tem início às 12h, com almoço, quando será servido um delicioso churrasco, saladas e bebidas em geral. As 13h, inicio do leilão de gado.
Não perca mais esta oportunidade para doar ou adquirir animais de alto valor genético, dos principais criadores da região, outras prendas e ajudar o Hospital de Câncer de Mato Grosso.

Em MT o hospital do Câncer em Cuiabá é responsável por atender a demanda de pacientes com câncer oferecendo serviços e tratamentos de qualidade sendo classificado como porte “A” entre os centros de Alta Complexidade em Oncologia do país possuindo mais de 126 leitos para atendimento.

Por se tratar se uma instituição Filantrópica e privada o Hospital de Câncer de Mato Grosso depende de doações e parcerias para manter-se em funcionamento, por isso a iniciativa do leilão beneficente Laço e Abraço, que acontece em diversos municípios do estado, em prol a entidade.

Realização: Comissão Organizadora em Prol ao Hospital de Câncer de Mato Grosso

Fonte: DN Notícias

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) de Alta Floresta, confirmou, ao Só Notícias, que deu positivo o exame de raiva bovina em um animal que morreu em uma propriedade rural no município, próximo a região da 5ª Oeste. Outras três mortes, na mesma fazenda, ainda está sob investigação. Material dos animais foram recolhidas e encaminhados para Cuiabá. O resultado deve sair nos próximos dias.

Com isso, o proprietário foi orientado a vacinar todo o rebanho. Também será feita fiscalização em um raio de 12 quilômetros de onde o animal foi encontrado morto, seguindo o protocolo em caso de raiva bovina. A região também terá acompanhamento da Vigilância Ambiental.

“A imunização de todo o rebanho deve ser feita. Isso leva de uma a duas semanas e, neste período, pode continuar com a mortalidade. Nós já mobilizamos duas equipes do Indea para tentar fechar o foco o mais rápido possível. As pessoas ao observarem os animais babando, cambaleando devem evitar manipular, pois, pode adquirir a doença”.

Devem vacinar o rebanho os moradores 3ª, 4ª e 5ª Norte, final do Espanhol, 4ª, 5ª e 6ª Oeste, e no fim da 3ª Oeste que estão no raio de 12 quilômetros da onde o animal foi detectado com raiva.

Além do bovino também devem ser imunizados eqüinos, caprinos e ovinos além de cães e gatos que não receberam a vacina este ano. Além de Alta Floresta houve também registro de raiva bovina em Lucas do Rio Verde e Paranaíta.

Fonte: Só Notícias/David Murba (foto: assessoria/arquivo)

2557O prazo final para aderir ao Programa de Recuperação de Créditos do Estado de Mato Grosso (Regularize-MT) é até o próximo dia 31 de dezembro. A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) orienta os produtores com débitos não tributários decorrentes de penalidades aplicadas pela secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Ager), Procon-MT e Procuradoria Geral do Estado (PGE), a não deixarem para procurar a unidade gestora do débito em última hora.
“Orientamos aos produtores que desejam aderir ao programa para procurarem o quanto antes a unidade responsável pela aplicação da penalidade, pois dezembro é um mês festivo e os órgãos públicos estaduais podem entrar em recesso, assim como as agências bancárias não devem funcionar no dia 31 de dezembro”, alertou o analista de Assuntos Trabalhistas e Tributários da Famato, Thiago Moraes.
Por meio do Regularize-MT podem ser renegociados e/ou quitados débitos de penalidades aplicadas até o dia 31 de dezembro de 2015. O Regularize prevê redução de até 75% dos juros, multas e penalidades em caso de pagamento em cota única. Quem optar pelo parcelamento poderá ter descontos de até 65%.
Segundo Moraes, a adesão aos benefícios do Programa Regularize deverá ser expressa por meio de assinatura do Termo de Confissão e Parcelamento de Débito, conforme modelo fornecido pelas respectivas unidades gestoras, e implica o reconhecimento irretratável e irrevogável dos débitos nele indicados. Thiago Moraes ainda explica que ao aderir ao programa, o produtor renuncia ao direito de qualquer defesa, recurso, revisão ou reconsideração apresentados em âmbito administrativo.
Os benefícios do programa para os débitos da Sema, por exemplo, são aplicados somente para a redução e o pagamento das multas, não desobrigando o produtor rural a regularizar a sua situação ambiental no Cadastro Ambiental Rural (CAR). A informação é da assessoria da federação.

Fonte:Só Notícias (foto: André Fachini/arquivo)

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.