Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT
Anúncio 01

Últimas Notícias

Os ministros de Meio Ambiente, Ricardo Salles, e de Agricultura Tereza Cristina e o governador Mauro Mendes estiveram, esta tarde, em Campo Novo do Parecis (396 km a Noroeste de Cuiabá), no 1º Encontro Nacional de Grupo de Agricultores Indígenas, na Aldeia Matsene Kalore.  Eles conheceram a cooperativa, localizada na aldeia, e uma das áreas de produção de cultura de soja. A ministra Tereza Cristina asseverou que a produção indígena concilia o desenvolvimento e o meio ambiente. “Os produtores indígenas estão fazendo uma revolução na agricultura e mostrando ser possível produzir e também ser indígena. Estão lado a lado com os maiores agricultores do país”, disse.
O ministro Ricardo Salles apontou que o Governo Federal também dará apoio na manutenção e ampliação das produções em terras indígenas. “É garantir o direito e reconhecer a geração de riqueza, não apenas para os povos indígenas, mas também para todo o país”.
O povo Paresi, formado por cerca de 2 mil indígenas, tem se destacado na produção de soja, milho, batata, batata-doce, abóbora, feijão, entre ouros produtos. Na safra 2018/19, em Campo Novo do Parecis, foram semeados 8,7 mil hectares de soja, mil hectares de milho e 300 hectares de arroz. Para a safrinha, a previsão é de 7,7 mil hectares de milho convencional, 6 mil ha de feijão, 1,4 hectares de girassol e 500 de milho branco.
Ronaldo Zokezomaiake Paresi, presidente da Cooperativa Agropecuária dos Povos Indígenas Haliti-Parecis, Nambikwara e Manoki (Coopihanama), comemorou a presença das autoridades no evento, uma vez que fortalecerá o pedido junto ao Governo Federal. “Nosso objetivo foi cumprido. Nós conseguimos trazer aqui os ministros, o governador e autoridades que podem nos ajudar e dar apoio para continuarmos a nossa produção. Isso nos dá dignidade. A vinda deles aqui é importante para que todos vejam que com autonomia, nós somos capazes de fazer muito. Por isso a gente convidou todo mundo”, declarou.
O governador Mauro Mendes afirmou que o governo fará o que for necessário para que os marcos legais a respeito do assunto sejam alterados. Atualmente, as aldeias são consideradas terras da União. Por esse motivo, os povos indígenas também não podem arrendar as terras para terceiros. “Eles [os povos indígenas] mostram que querem trabalhar, produzir. Querem construir seu sustento com dignidade, mantendo sua cultura. E o governo do Estado apoiará essa iniciativa para que os povos indígenas de Mato Grosso sejam um exemplo para outros Estados e também para que possam extrair as riquezas minerais de suas terras, garantindo a manutenção do meio ambiente”, disse o governador.

fONTE: Só Notícias (foto: Tchelo Figueiredo)

Uma equipe do Exército Brasileiro chegou esta tarde, em Sorriso, para reforçar a segurança do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, que estará nesta sexta-feira, no município, para a solenidade de abertura do plantio do milho safrinha 2019, e encerramento da safra de soja. O comboio, com dois caminhões trazendo as motocicletas dos militares que atuam como batedores também chegaram. Os militares estão hospedados em um hotel nas proximidades da rodovia federal. A previsão é que o avião com o vice-presidente chegue, às 9h15, no aeroporto. De lá segue de carro até a fazenda.
Será a primeira visita do vice-presidente a Mato Grosso após a posse, em primeiro de janeiro. O governador Mauro Mendes (DEM) vai acompanhá-lo.
Era esperada a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, entretendo, a assessoria, informou, ao Só Notícias, que ela estará no Nordeste, a partir desta quinta-feira, para conhecer de perto projetos que têm apoio do ministério.
Conforme Só Notícias/Agronotícias já informou, a mais recente estimativa da área cultivada de milho em Mato Grosso passa a ser prevista em 4,69 milhões de hectares, o que representa incremento de 1,62% em relação à safra anterior. O aumento é motivado pelo adiantamento nos trabalhos de campo com a soja, o que está colaborando para que grande parte das áreas de milho sejam semeadas dentro da janela ideal do Estado.
Fonte: Só Notícias (fotos: Só Notícias/Lucas Torres e Agência Brasil/arquivo))

Foto: Reprodução
O edital do seletivo da prefeitura de Colniza (1 mil quilômetros de Cuiabá) para contratação temporária de médico clínico geral, técnico de enfermagem, enfermeiro e motorista de ambulância foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, que circulou ontem. Os salários variam de R$ 2,3 a R$ 12,7 mil para trabalhar até 40 horas semanais.
As inscrições poderão ser feitas na sede da secretaria de Saúde, na avenida do Contorno, no centro até o dia 22 deste mês, das 7 às 13 horas.
A documentação necessária para concorrer um dos cargos também poderá ser encaminhada no e-mail disponível no edital do certame. Não haverá cobrança de taxa.
As pontuações e classificações serão divulgadas no dia 25 deste mês. Já a homologação do resultado final será publicada no dia 7 de março. O seletivo terá validade de um ano.
Mais informações (66) 3571-1000
Fonte: Só Notícias/Cleber Romero

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.