Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Gado 25 - 2014 (Edson Rodrigues) / Edson Rodrigues
Elevar para dois anos o prazo para quitar os financiamentos de custeio pecuário, atualmente de 12 meses, foi uma das propostas aprovadas pela Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte (CNBC), da CNA, na reunião realizada nesta semana. Outra sugestão da CNBC foi a ampliação do prazo de 6 para 12 meses para pagamento dos financiamentos nos casos de confinamento bovino. Além disso, também foi sugerido que o financiamento para touros reprodutores contemple animais a partir de 20 meses de idade.
Para o presidente da CNBC, Antônio Pitangui de Salvo, “os prazos de financiamento da pecuária não podem ser os mesmos do segmento agrícola porque as realidades são diferentes. É preciso que o governo entenda as diferenças entre o ciclo da pecuária e o do plantio agrícola, avalia o presidente da CNBC”.
O presidente da Comissão de Pecuária de Corte, da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), Maurício Veloso, lembra que no Brasil o “pecuarista enfrenta redução na competitividade internacional”. Segundo ele, os juros cobrados por outros países são baixíssimas em comparação com a realidade brasileira.
A CNA vai sugerir estas solicitações ao governo federal assim como outras melhorias no Plano Agrícola e Pecuário (PAP) já para a safra 2017/2018.

Fonte: Só Notícias/Agronotícias (foto: Edson Rodrigues/arquivo)
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.