Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Resultado de imagem para Indea realiza treinamento para veterinários do serviço oficial de sanidade animalO Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) está realizando, até o dia 22 de março, em Juscimeira, mais uma edição do “Simulado de Gabinete em Emergência Sanitária para febre aftosa”. Um treinamento que consiste na realização de atividades dentro do escritório, simulando como seria a execução dos trabalhos frente a um eventual foco confirmado de febre aftosa, como o contato com entidades envolvidas em situações de emergência sanitária, o planejamento de ações e a coordenação das equipes de campo.
Nesta edição, participam 33 médicos veterinários do serviço oficial de defesa sanitária animal, sendo 30 servidores do Indea e três do Serviço Nacional de Sanidade Agropecuária e Inocuidade Alimentar (Senasag) da Bolívia. O treinamento é realizado por meio de convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e conta com o apoio do Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT).
Conforme o presidente do Indea, Guilherme Nolasco, a capacidade técnica dos servidores do Indea é um dos diferenciais da autarquia. “Dentro desses pouco mais de dois anos de trabalho, conseguimos treinar servidores de diversas áreas do Indea, alguns estavam com mais de nove anos sem passar por treinamento. Com este, serão contabilizados mais de mil pessoas treinadas. O que representa a valorização do profissional, de quem está na ponta. Esse é um grande diferencial do Indea, que conta com um corpo técnico grande, robusto, atualizado e capacitado para enfrentar os desafios do dia a dia”.
O evento conta com palestrantes especialistas, os professores José Soares Ferreira Neto e Fernando Ferreira, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP), e Edviges Maristela Pituco, do Instituto Biológico de São Paulo. E ainda, com Roberto Siqueira Bueno, da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) de Mato Grosso do Sul, e Ângela Jardim Duarte Vieira, da Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso.
Serão abordados temas como: a evolução dos métodos de controle de doenças; formas de ocorrência de doenças; características e utilização de testes de diagnóstico, entre outros. De acordo com o professor Fernando Ferreira, a ideia principal é que os profissionais compreendam o processo e valorizem a coleta de informação em um atendimento emergencial.
“Vou tentar explicar para eles porque que algumas doenças tem características mais epidêmicas, se espalham mais rapidamente e outras menos, e como isso impacta e direciona as ações de controle. Por conta disso, determina ações diferenciadas. Vou mostrar também que a gente pode construir modelos matemáticos para representar essa realidade e treiná-los. Na área de doenças podemos simular epidemias e intervenções. A ideia principal é que compreendam o processo e valorizem a coleta de informação, que se sintam mais comprometidos, mais estimulados”, pontuou Ferreira.
A capacitação compreende também, um simulado de gabinete, no qual os participantes vão desenvolver atividades dentro do escritório representando como seria a execução dos trabalhos frente a um eventual foco confirmado de febre aftosa, o contato com entidades envolvidas em situações de emergência sanitária, o planejamento de ações e a coordenação das equipes de trabalho.
Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país, com quase 30 milhões de cabeças e está 20 anos livre de febre aftosa, com certificação internacional de área livre da doença com vacinação. O secretário adjunto de Agricultura da pasta de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Alexandre Possebon esteve na abertura do evento e destacou a importância do papel do Indea, para a manutenção do status sanitário, uma vez que, o país caminha para a retirada gradual da vacinação contra febre aftosa.
“Um dos pontos fundamentais é a segurança sanitária dentro do Estado. Temos acompanhado o trabalho do Indea e nota-se que iniciativas como esta, treinamentos e capacitações são fundamentais. Vamos precisar mais do que nunca, de um Indea forte, estruturado, a partir da retirada da vacinação, para atuar de forma diferenciada na vigilância ativa e fiscalização. Se estamos acessando grandes mercados, que trazem mais desenvolvimento para Mato Grosso, é porque temos como base, a sanidade”.
A cerimônia de abertura do treinamento contou ainda com a presença do secretário de Agricultura de Juscimeira, Paulo Eduardo Macedo, e da chefe do Serviço Animal da Superintendência Federal de Agricultura no Estado de Mato Grosso (SFA-MT), Janice Bardal.

Fonte: Só Notícias/Agronotícias
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.