Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


   O deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) está em Toronto no Canadá liderando uma comitiva de autoridades, empresários e servidores públicos estaduais em Toronto no Canadá para apresentar a grandes empresas o potencial de Mato Grosso no setor de mineração.A convenção anual da Prospectors and Developers Association of Canada (PDAC) e agrega empresas interessadas na produção e exploração de bens minerais no Brasil.Entre as mineradoras com sede no Canadá e operações no Brasil estão a Largo Resources; DuSolo; Itafós, antiga MBAC; Equitas Resources, Verde Fertilizers, Iamgold, Karmin Exploration, Jaguar Mining; Aura Minerals; Trek Mining, resultado da fusão da Luna Gold com a JDL; Vanstar Mining; Diamante Minerals; Tristar Gold; Talon Metals; Yamana Gold e outras.O PDAC representa os interesses da indústria canadense de desenvolvimento e exploração mineral e é responsável pela organização do International Convention, Trade Show & Investors Exchange – Mining Investment Show em Toronto.

Em 2016, a convenção do PDAC Convention atraiu cerca de 900 expositores e quase 22 mil participantes. Com a participação de executivos e autoridades de mais de 125 países, é considerado um dos mais importantes eventos do setor.

“O objetivo dessa comitiva é apresentar o potencial mato-grossense e atrair investidores para fomentar o desenvolvimento mineral e turístico. Há diversas empresas pelo mundo interessadas em pedras como ametista, quartzo, quartzo-rosa, ágatas, opalas, turmalina, diamante, entre outras gemas e ouro. A maioria delas podem ser encontradas nas diversas regiões do nosso estado”, destacou Oscar Bezerra.

No estado de Mato Grosso, já foram identificadas algumas pedras preciosas, semipreciosas e metais de interesse da indústria mundial, como: ametista, no município de Aripuanã; quartzo róseo em Rondolândia; quartzo rutilado na Baixada Cuiabana, mais precisamente no município de Nossa Senhora do Livramento; em Guiratinga, foram encontradas ágatas e opalas; ouro em Peixoto; e diamante em Juína.“Além de pedras preciosas e semipreciosas, nosso Mato Grosso é rico em fósforo e potássio, minérios utilizados na produção deinsumos importantes no tratamento e preparação do solo para o plantio. Não podemos esquecer que somos o estado do Agronegócio e estamos importando o fosfato (um composto de fósforo) e tantos outros insumos que poderíamos estar produzindo aqui mesmo. Precisamos de investimentos no setor para acelerar a identificação desses minérios, extração e produção de produtos que são necessários para o desenvolvimento do agronegócio e da economia em Mato Grosso”, enfatizou Oscar Bezerra.

 

Considerando que Mato Grosso é muito rico em mineração, a missão internacional tem grandes chances de atrair novos investidores. Essa é a aposta do Governo de Mato Grosso que decidiu apoiar os trabalhos da Companhia Matogrossense de Mineração ( METAMAT).Integram a missão internacional, representantes de Apiacás, Alta Floresta, Juína, Peixoto de Azevedo, Jaciara, Nova Guarita, Poconé e Rondonópolis. Estarão presentes, também, os presidentes das Cooperativas de Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto; de Produtores de Diamantes de Juína; de Poconé e do Consórcio Amazônia e da Desenvolve MT, além de Secretários de Estado de Mato Grosso, servidores públicos, representante da Companhia Mato Grossense de Mineração (Metamat) e o deputado estadual Oscar Bezerra.A equipe desembarcou no Canadá neste sábado (4) e cumprirá diversas agendas entre reuniões e participação em eventos relacionados a mineração e mercado mundial. A comitiva retornará na quarta-feira (8).


Fonte: Gazeta Digital
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.