Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Imagem:Reprodução

 DOUGLAS TRIELLI E THAIZA ASSUNÇÃO 

O governador Pedro Taques (PSDB) alfinetou a sugestão da deputada estadual Janaina Riva (PMDB) de criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Fundo Previdenciário do Estado de Mato Grosso (MT-Prev).O tucano sugeriu que os parlamentares investiguem desvios investigados pelo Ministério Público a respeito dos últimos 20 anos da Assembleia Legislativa.

 “Se eu fosse discutir CPI, daria a ideia da CPI do roubo de R$ 500 milhões da Assembleia Legislativa. O Ministério Público diz que roubaram esse valor da Assembleia nos últimos 20 anos. Isso seria uma boa CPI”, disse.O governador não citou, mas se referia ao ex-presidente José Riva, pai de Janaina, que comandou o Legislativo nesse período, se revezando entre presidência e primeira secretaria. Somente na “Operação Imperador”, Riva é acusado de desviar cerca de R$ 60 milhões dos cofres da Assembleia por meio de licitações suspeitas de serem fraudulentas.Apesar da alfinetada na deputada do PMDB, Taques minimizou a criação da CPI.

 “Uma Comissão Parlamentar de Inquérito é importante, e não me cabe discutir se tem que ter CPI ou não na Assembleia. Isso é decisão dos próprios deputados”, afirmou.

 A CPI

 Janaina diz já ter nove assinaturas de parlamentares, uma a mais do necessário, para pedir a abertura da CPI.Segundo ela, o objetivo é investigar um suposto rombo de R$ 700 milhões no MT Prev.Entretanto, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), disse que membros da base governista que assinaram a propositura podem retirá-la ainda nesta semana.

 “Vamos sentar com a base e discutir se vamos manter a assinatura, se vão retirar. Os deputados têm a prerrogativa de retirar a assinatura. Não há movimento do Governo nesse sentido, mas pode ser que os próprios deputados sintam a vontade de retirar a assinatura”, disse.

 

 





Fonte: Midia News
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.