Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O objetivo da audiência foi apresentar os últimos números relacionados à violência na região
A ação de grileiros dentro de áreas de manejo florestal na região Noroeste do estado foi denunciada pelo presidente do Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (Simno) e diretor da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), Roberto Rios Lima, em Audiência Pública realizada nesta terça-feira (18), em Juína. A invasão de áreas com projetos de manejo florestal ativos tem sido um grande problema para o setor de base florestal da região noroeste de Mato Grosso.

Dados levantados pelo Simno mostram que, nos últimos anos, houve um aumento considerável no número de casos de grilagem de terras em áreas manejadas. Diversas indústrias florestais, de vários municípios, já tiveram seus projetos de manejo invadidos, gerando, além de graves problemas ambientais, incontáveis prejuízos econômicos para a região.

 “Estamos muito preocupados com a invasão dessas áreas. Recentemente, tivemos o manejo de um empresário de Juruena invadido, em Colniza também foi registrada uma invasão assim como na Gleba União. Nossos empresários estão amedrontados e com receio de terem suas áreas invadidas”, relatou Roberto Rios.

Ele lembrou que a região Noroeste é a maior produtora de madeira nativa manejada do estado e que o setor de base florestal é base da economia de muitos municípios da região e pediu o apoio das autoridades na investigação e prisão dos envolvidos na grilagem das áreas.

 “Hoje podemos colher os frutos de anos de trabalho dentro da legalidade. Temos na região mais de 220 mil m³ de manejos florestais aprovados, matéria prima suficiente para abastecer nossas indústrias por dois anos sem parar. Infelizmente, tudo isso pode ser prejudicado por essas invasões. Precisamos de apoio para garantir que essas invasões acabem.”, concluiu o empresário.

A audiência
O objetivo da audiência foi apresentar os últimos números relacionados à violência na região e apontar soluções em conjunto com a sociedade que resultem na redução dos índices de violência. Estiveram presentes o secretário-adjunto de Segurança Pública de Mato Grosso, Coronel PM Marcos Vieira da Cunha, do subchefe de Estado-Maior do Comando-geral da Polícia Militar de MT, Coronel Mourett, além do secretário-adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores e de representantes do Comando do Corpo de Bombeiros do estado, diretor-geral da Polícia Civil de Mato Grosso, diretor-geral da Politec de MT e o Presidente do DETRAN, além de representantes de entidades da sociedade civil, autoridades locais e população interessada.

Fonte: Juína News com Assessoria

Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.