Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Imagem:Reprodução

Herbert de Souza

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai contratar 904 pessoas, que trabalharão sob contratos temporários para realização do censo agropecuário em Mato Grosso. As inscrições serão abertas, este mês, ainda sem data definida. A previsão do órgão é que os editais com todas as informações sejam divulgados nos dias 10 e 24.Para o Estado, serão 618 oportunidades para recenseador, com salários definidos por produção. Para agente censitário supervisor serão 213 vagas, com salários de R$ 1,6 mil. Também serão preenchidos 39 cargos de agente censitário municipal (remuneração de R$ 1,9 mil), 17 vagas de agente regional (R$ 2,5 mil), 10 oportunidades de agente administrativo (R$ 1,5 mil) e 4 chances de agente de informática (R$ 1,7 mil). Todas as vagas são para cargos de nível médio.Haverá ainda, para Mato Grosso, três oportunidades para o cargo de analista censitário, cuja remuneração é de R$ 4 mil. Para estas vagas, é exigida formação em nível superior.

No total, o IBGE contratará 26 mil profissionais em todo o Brasil para o censo agropecuário. A coleta dos dados começa em 1º de outubro. O questionário foi simplificado para agilizar a operação que, durante cinco meses vai recensear três estabelecimentos agropecuários por dia, em média. O IBGE também vai criar a Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo anualmente.

 

Ao longo de cinco meses, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. O importante papel da agricultura familiar na produção agropecuária do país será investigado mais uma vez. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018.O orçamento do Censo Agropecuário de 2017 sofreu um corte de mais de 50%. Diante desta contingência, o corpo técnico do IBGE foi compelido a fazer adaptações como, por exemplo, a redução do número de contratados temporários para essa operação: inicialmente previsto para 82 mil pessoas, esse contingente foi reduzido para 26 mil. Já a coleta do Censo Agropecuário, prevista para cerca de 90 dias, foi ampliada para cinco meses. O Censo Agropecuário 2017 vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias. Isso permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo, anualmente, captar dados pormenorizados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo, entre outros temas.

 



Fonte: Sonoticias
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.