Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Polícia Civil evita duplo homicídio em Confresa e prende pistoleiroA morte sob encomenda de duas pessoas foi evitada pela Polícia Judiciária Civil, na cidade de Confresa (1.160 km a Noroeste), nesta semana. O crime estava planejado para acontecer na última terça-feira (04), mas sua consumação foi impedida em  rápido trabalho de investigação desenvolvido ao longo de dois dias consecutivo.O crime foi planejado pela nora de um casal, motivado por ganância pelos bens do sogro. As vítimas seriam mortas por um homem contratado para invadir a casa e simular um roubo a residência.

Na ação da Polícia Civil foram presos: a nora das vítimas Tatieli Martins da Silva, o executor contratado, Maicon dos Santos (que está internado no hospital de Vila Rica), Raiana Thais Silva (funcionária da empresa), e Evair Pereira Abreu. Todos foram autuados por tentativa de homicídio qualificado e encaminhados a Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte.O duplo homicídio, com data, local e hora marcada para ocorrer, foi impedido pela equipe policial, durante monitoramentos no bairro Jardim do Éden. Os policiais civis foram recebidos a tiros e na abordagem alvejaram o executor. Uma mulher suspeita de contratar o suspeito para assassinar o casal também foi presa.

As investigações iniciaram depois que a Polícia Civil tomou conhecimento que o crime iria acontecer. Os policiais conseguiram localizar as vítimas e avisá-las do crime que estava prestes a ocorrer. Em seguida, deram sequência as diligências para prender o criminoso.O duplo assassinato estava marcado para acontecer às 19 horas, na residência das vítimas. Os policiais montaram um esquema de vigilância na residência para prender o suspeito identificado apenas pelo nome de Maicon Santos, popular “Maiquinho”.

Às 19 horas, os policiais avistaram o veículo da casa da nora das vítimas, passando com o suspeito e seguiram para residência alvo do crime. Após deixar o criminoso a mulher deixou o local.O criminoso estava com uma escada encostada no muro da casa de onde possivelmente atiraria nas vítimas. “Foi neste momento que os policiais agiram e durante a abordagem, o suspeito atirou contra os policiais que revidaram e conseguiram balear o rapaz. Mas mesmo ferido, ele conseguiu fugir por uma área de mato”, explicou o delegado Andre Rigonato.

A mandante do crime, acreditando que o serviço teria sido realizado pelos disparos, retornou ao local para buscar o executor, momento em que foi presa em flagrante.Minutos depois, os policiais foram informados por funcionários do hospital municipal que um homem baleado havia dado entrada na emergência. Na unidade médica foi constatado que se tratava do suspeito ferido na troca de tiros.

Em dois dias de monitoramento, a Polícia Civil identificou mais duas pessoas participantes da empreitada criminosa, sendo uma a funcionária que trabalhava na empresa da família e repassava informações das vítimas para a mandante e, um homem que indicou o executor e realizou levantamentos no local, retransmitindo aos criminosos.O delegado André Rigonato agradeceu o empenho de todos os servidores que participaram da operação e ressaltou a importância do trabalho que resultou na preservação de vidas. Agradeceu também o apoio da Polícia Militar/Força Tática, auxiliaram na varredura em uma mata para localização do suspeito.



Fonte: PJC MT
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.