Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Processo é conduzido pelo vice Carlos Fávaro; investimentos serão feitos nas populações tradicionais



Marcus Mesquita/MidiaNews

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que Mato Grosso receberá investimentos de 10 milhões de euros do KFW, que está entre os maiores e mais experientes bancos de fomento mundial.

A informação foi dada na tarde de quinta-feira (30), após uma reunião com representantes da agência.

“Estivemos juntos com a KFW, que é uma agência de desenvolvimento alemã. Nós fomos a Paris em 2015 e apresentamos algumas metas chamadas PCI – Produzir, Conservar, Incluir. Agora já estamos recebendo o retorno, são 10 milhões de euros que serão investidos em Mato Grosso neste ano”, disse Taques.

Agora já estamos recebendo o retorno, são 10 milhões de euros que serão investidos em Mato Grosso neste ano

Segundo o governador, os investimentos serão feitos nas populações tradicionais (povos indígenas e agricultores familiares, por exemplo), bem como na defesa do meio ambiente.

“Esse investimento ocorre graças a ida nossa a Paris e o processo está sendo conduzido pelo secretário e vice-governador, Carlos Favaro”, afirmou.

“O investimento mostra que Mato Grosso já tem seu reconhecimento internacional, porque o Estado, de 2004 até 2017, diminuiu quase 90% do desmatamento, que significou 1,9 giga toneladas de redução de emissão. Isso mostra que o setor produtivo do nosso Estado está junto conosco”, disse Taques.

As tratativas, de acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), começaram a ser feitas ainda no ano passado, quando teve início o trabalho para a implantação do Programa Global REDD Early Movers (REDD para Pioneiros – REM) em Mato Grosso.

A iniciativa, conforme o próprio governador já afirmou, é uma forma de recompensar o Estado pela redução do desmatamento e da degradação ambiental.

Participaram da reunião, a representante da KfW, Christiane Ehringhaus, secretários da Sema e a equipe de REDD+ da Sema, além das pastas de Assistência Social (Setas), Desenvolvimento Econômico (Sedec), e representantes do banco alemão KFW.

“O objetivo do programa é premiar países ou estados que tem investido na conservação da floresta e na produção sustentável e apoiar uma agenda positiva que promova equidade social, em um contexto de redução de desmatamento, especialmente na fronteira agrícola, como também mais oportunidades de renda a quem protege a floresta em pé”, afirmou Christiane Ehringhaus. 

KfW

Kfw é um dos bancos de fomento líderes mais experientes do mundo que está comprometido com a melhoria sustentável das condições de vida, focando nos âmbitos econômico, social e ambiental.

O Programa REM é a maneira como o governo da Alemanha, por meio do KfW, apoia países/estados pioneiros em iniciativas de redução de emissões de gases do efeito estufa provenientes do desmatamento e da degradação florestal (REDD), e que tenham adotado iniciativas voluntárias de conservação florestal visando à mitigação da mudança climática.

Fonte: Midia News
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.