Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Mãe é presa por favorecer e fotografar estupro da filha em MT
Uma mulher acusada de participar do estupro da própria filha, de 13 anos, teve o mandado de prisão temporária cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (02.06), em Rondonópolis (212 km ao Sul). Além do crime de estupro de vulnerável, F.L.S., 32, responderá por corrupção de menores e por registrar cena de pornografia envolvendo criança ou adolescente.
A ação foi realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) com apoio da equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Rondonópolis. As investigações iniciaram após o Conselho Tutelar de Vila Operária receber uma denúncia anônima sobre o estupro da menor de 13 anos e procurar a Delegacia Especializada da Mulher.
Segundo as informações, a mãe favoreceu o estupro uma vez que fez várias fotografias em que ela, um amigo e a filha estavam em um rio. Nas imagens, eles aparecem seminus, com o suspeito tocando partes íntimas da vítima. No mesmo dia, o homem estuprou a menina. Diante dos fatos, a delegada representou pelo mandado de prisão temporária e de busca e apreensão contra a mãe da menor, decretados pela Justiça e cumpridos na sexta-feira (02).
Na casa da suspeita, policiais encontraram os aparelhos celulares com as fotografias da adolescente, caracterizando o crime de produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente, previsto pelo artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
A vítima e outros três filhos da suspeita foram encaminhados ao Conselho Tutelar. As investigações estão em andamento para identificar e prender o autor do estupro.
Fonte: Folha Max
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.