Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Santos deverá adotar um esquema cauteloso, priorizando os contra-ataques, para enfrentar o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h45, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio, na partida de ida entre as equipes pelas quartas de final da Copa do Brasil. A estratégia já foi admitida por jogadores em entrevistas ao longo da semana pelo fato de o time santista sofrer com algumas ausências e pela pressão que o adversário deverá exercer por atuar em sua nova casa.
Mas a intenção do time rubro-negro carioca de transformar o estádio onde passou a mandar os seus jogos nesta temporada em um caldeirão pode ser benéfica para o Santos. Pelo menos na opinião do volante Renato, reforçando a tendência de a equipe atuar de forma mais precavida. "A atmosfera da torcida é grande, (os torcedores) incentivam muito, mas temos de fazer o nosso jogo. Temos de aproveitar os espaços por conta desse ímpeto que leva o time a atacar", projetou o jogador ao desembarcar no Rio, nesta terça-feira.
A grande dificuldade do técnico Levir Culpi para montar o seu time será a quantidade de jogadores com problemas de saúde e lesionados. A última baixa confirmada na equipe foi a do volante Thiago Maia. Com uma virose, o atleta nem foi relacionado para a partida. Leandro Donizete deverá ocupar a vaga no time titular.
Além dele, o goleiro Vladimir, o meia Lucas Lima, o lateral-direito Victor Ferraz, o volante argentino Vecchio - que sente dores nas costas e também não foi relacionado para o jogo - e os atacantes Bruno Henrique e Kayke apresentaram sintomas de gripe. Apesar de terem sido poupados de treinos, não devem ser dúvidas para o técnico.
A má notícia foi a confirmação do diagnóstico de pneumonia do atacante Ricardo Oliveira, que já está em tratamento no departamento médico e não tem previsão de data para retornar ao time. O centroavante Rodrigão, acometido de uma forte amidalite, também está afastado.
No Flamengo, o clima melhorou após a recuperação da equipe no Campeonato Brasileirão. O time venceu os últimos dois jogos pela competição - contra o Bahia, em Salvador, e Chapecoense (goleada de 5 a 1), no Rio - e aplacou a insatisfação da torcida, que chegou a protestar em frente ao centro de treinamento do clube há semanas atrás.
No entanto, o atacante Guerrero cobrou atenção dos companheiros para não ser surpreendido em casa pelo time santista. "A Copa do Brasil é um dos objetivos da gente neste ano. O Santos é um time qualificado, mas estamos em casa e temos que aproveitar todas as chances que tivermos", destacou o peruano em entrevista coletiva nesta terça-feira no CT George Helal (Ninho do Urubu).
Para o duelo, o técnico Zé Ricardo deverá ter o retorno da dupla de zaga titular, formada por Juan (que estava suspenso) e Rever (que retorna de contusão). No treinamento desta terça-feira, o treinador fez testes com o meio-campista colombiano Cuéllar no lugar de Willian Arão. Mas a mudança ainda não está confirmada.
Já o atacante Geuvânio, recém-contratado por empréstimo junto ao Tianjin Quanjian, do futebol chinês, treinou com o grupo rubro-negro. Porém, jogador não deverá estrear pelo Flamengo nesta quarta-feira contra o seu ex-time no Brasil.
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.