Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

 Uma onça pintada foi flagrada por uma armadilha fotográfica instalada no experimento de restauração de reserva legal da Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop (477 km de Cuiabá). O local fica a apenas dez quilômetros do centro da cidade. O flagra aconteceu no dia 11 deste mês. Pegadas já haviam sido encontradas anteriormente em diversos pontos do local. A imagem assustou alguns dos servidores que têm de transitar pelo campo. Existe ainda a preocupação com o gado da região. Para os pesquisadores, a presença do animal é um sinal positivo para a pesquisa que avalia diferentes formas de recomposição de reserva legal e de como a fauna e flora retomam a ocupação das áreas antes desflorestadas.

 

Em entrevista ao Só Notícias, o pesquisador Ingo Isernhagen, responsável pelo experimento, diz que “a presença da onça é um bom sinal para a saúde do ecossistema, mostrando como a restauração pode ajudar na preservação”. Como a mata que passa na Embrapa segue um curso d’água e se liga ao rio Teles Pires, com grande extensão de mata ciliar, ela a usa como um corredor de passagem. “Por mais que tenha curral com gado ali próximo, como até hoje não se registrou nenhum ataque, é sinal que ela não está ali pelos bovinos. Até porque na região ainda têm muitos animais que são presas para ela, como cateto e queixada”, disse o biólogo Patrick Lazari. Os felinos chegam a circular por um raio de mais de 100 km. Antes, funcionários da Embrapa já haviam avistado uma onça parda na região. O registro fotográfico da onça pintada faz parte do monitoramento da fauna no experimento de restauração de reserva legal. O trabalho é coordenado pelo biólogo Patrick Lazari, da Unemat, com apoio da UFMT.



Fonte: Olhar Direto
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.