Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT



De acordo o coronel Barbosa “o corpo de bombeiros só vai desinterditar o local mediante o cumprimento dos itens que não estão em conformidade com a legislação, essa é a posição do corpo de bombeiros”.
   Aconteceu na manhã desta quarta-feira (02/08), faltando apenas 2 dias para a abertura da ExpoJuína 2017, uma reunião entre o Corpo de Bombeiros, Ministério Público e Sindicato Rural de Juína para discutir a interdição do parque de exposições, que foi lacrado pelo corpo de bombeiros na semana anterior por descumprimento de normas de Segurança contra Incêndio e Pânico exigidas por lei.
   Durante a reunião foram discutidas possibilidades para a solução do problema da melhor maneira possível e liberação do parque, evitando o cancelamento da festa. Uma das soluções apresentadas pelo corpo de bombeiros, através do comandante regional Coronel Barbosa, que veio de Tangará da Serra para tratar do assunto, foi a elaboração de um TAC (termo de ajustamento de conduta) através do ministério público, porém o promotor de justiça de Juína Dr. Danilo Petri Vieira alegou que não é de competência do MP, segundo ele “essa atribuição não compete ao ministério público”.
   De acordo o coronel Barbosa “o corpo de bombeiros só vai desinterditar o local mediante o cumprimento dos itens que não estão em conformidade com a legislação, essa é a posição do corpo de bombeiros”. O comandante ressalta ainda que a interdição é a última instância usada, anteriormente o sindicato já havia sido notificado, por isso não há mais a possibilidade de um novo TAC com o corpo de bombeiros, o que culminou na interdição do parque.
   O presidente do sindicato rural de Juína, José Lino (cabeção), durante a reunião demonstrou interesse em regularizar a situação, segundo ele “o evento é tradicional em Juína, acontece a 33 anos e nunca houve nenhum problema”, destacou.
   A interdição aconteceu por força da Lei estadual 10.402 que Dispõe sobre segurança contra incêndio e pânico no Estado de Mato Grosso, a lei prevê uma série de normas que exigem tempo e recursos financeiros para serem aplicadas, portanto, de acordo o corpo de bombeiros o parque segue interditado, com previsão de liberação somente após o cumprimento das exigências, o coloca em risco a realização da ExpoJuína 2017 que está a apenas 2 dias da sua abertura oficial.
Fonte: Jna notícias
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.