Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Fundos municipais e estadual arrecadam R$ 1,1 milhão em recursos do IRPF 2016
Em Mato Grosso, os fundos municipais e estadual que desenvolvem ações de apoio a crianças e adolescentes arredaram R$ 1.165 milhão de recursos oriundos do Imposto de Renda. O valor é referente a doação de 1.019 contribuintes que no ato da declaração do IRPF 2016 informaram o repasse aos Fundos. As informações da Coordenação de Arrecadação da Receita Federal do Brasil foram divulgadas nesta quarta-feira, 9 de agosto, pelo Programa de Voluntariado da Classe Contábil do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (PVCC/CRC-MT).
Tangará da Serra registrou o maior volume, com R$ 239,7 mil de 87 doadores, seguido por Campo Verde com R$ 152 mil feita por 77 doadores. O Fundo de Lucas do Rio Verde recebeu R$ 149 mil (102 doadores) e de Primavera do Leste outros R$ 111,1 mil (86 doadores). Entre os cinco primeiros colocados, Sorriso teve o maior número de doadores, sendo 140 contribuintes que repassaram recursos do Imposto de Renda ao Fundo, totalizando R$ 108 mil. Os delegados do CRC-MT desses cinco municípios foram homenageados na ocasião, sendo, Claudemir Inácio Paulus, Angela Fabiana Copetti Bohrer, Fabricio Coffi Lírio, Seleida Maria Primon e Clair dos Santos Betanin.
A presidente do CRC-MT, Silvia Cavalcante, destacou os trabalhos dos delegados e ressaltou a importância da continuidade das ações que incentivem os contribuintes a reverterem os valores aos Fundos. Conforme ela, durante a Declaração de Ajuste Anual é possível destinar 3% do IR devido os fundos de apoio à criança e ao adolescente. No entanto, durante o ano, os contribuintes podem destinar até 6% do imposto estimado.  “Esse trabalha normalmente é executado pelos contadores que apuram o imposto que a empresa terá que pagar na declaração do ano seguinte”.
A destinação do IR para fundos não representa benefício fiscal. Ou seja, o contribuinte não paga menos imposto, apenas permite que parte de seu imposto devido seja encaminhada diretamente para um fundo ou projeto.  ao invés de ir para o bolo de arrecadação do governo, o porcentual do IR é aplicado em projetos que podem ser acompanhados e fiscalizados pelo contribuinte, fomentando a cidadania.
Fonte: Vívian Lessa
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.