Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

No celular do suspeito, o MP encontrou vídeo da criança sendo abusada sexualmente por ele.


A imagem pode conter: 1 pessoa, céu, nuvem e atividades ao ar livreO Ministério Público, por meio de uma ação de repressão a crimes contra a dignidade sexual de crianças, pediu a prisão, na semana passada, em desfavor do senhor Edson Rodrigo Scheuer Isotton, 33 anos, conhecido com o nome social de 'Polaco', pelo crime de estupro de vulnerável.

A ação foi comandada pela Promotoria de Justiça de Aripuanã e executada pela Polícia Civil, após a ordem de prisão ser expedida pelo Poder Judiciário. Consta na investigação que, no dia 05 de agosto de 2017, neste município, o preso praticou atos libidinosos contra uma criança de apenas sete anos de idade.

De acordo com o Promotor de Justiça Dr. Luis Alexandre Lima Lentisco, houve uma denúncia anônima ao Conselho Tutelar, que recebeu um vídeo do suspeito praticando atos sexuais com o menino e, de posse dessas informações, e após a realização de exame médico na criança, que constatou as lesões, pediu pela prisão do mesmo. O Conselho Tutelar deu suporte ao Ministério Público e acompanhou a criança em todos os momentos.

“Devido ao fato de o Delegado de Polícia estar atendendo a compromissos profissionais fora da área do Município, e após conversar com ele sobre a gravidade do que estava acontecendo, vi a necessidade de imediatamente representar pela prisão preventiva do acusado. Felizmente, deu tudo certo: a prisão foi decretada e o mandado cumprido pelos policiais” disse Dr. Luís Alexandre.

O Promotor aproveitou para agradecer o empenho de todos. “Quero aproveitar para parabenizar os agentes policiais pela rapidez na colheita das provas, uma vez que foi tudo muito corrido, porque já estávamos no final do dia, e por terem ficado de prontidão para efetuar a prisão após o mandado ter sido expedido... Aliás, quero agradecer em especial ao Poder Judiciário de Aripuanã, uma vez que a juíza, demonstrando seu comprometimento com a sociedade desta cidade e com a celeridade processual, analisou todo o caso e expediu a ordem de prisão já depois do final do expediente", relatou o Promotor.

O suspeito Edson Rodrigo Scheuer Isotton foi encaminhado à Delegacia para prestar esclarecimento, em seguida foi recolhido em uma unidade prisional, para aguardar decisão da Justiça.

Fonte: TOPNEWS

Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.