Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Multas do Ibama poderão ser convertidas em projetos ambientais
Governo federal deve publicar nos próximos dias um decreto para converter multas administrativas do Ibama e do IcmBio em serviços ambientais.
Para converter a multa em projetos ambientais, o infrator teria descontos que podem chegar a 60%. Segundo a presidente do Ibama, Suely Araújo, a perspectiva é que por ano, R$ 3 bilhões em  infrações sejam passíveis de conversão.
A informação foi adiantada pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, nesta quarta-feira, em reunião na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados. Sarney Filho foi convocado à prestar esclarecimentos sobre ações da pasta que causam impacto na agropecuária.
Durante a reunião, Suely Araújo, também informou aos deputados as possíveis destinações das multas convertidas.
A medida só poderá ser aplicada às multas que não constam como dívida ativa. Ou seja; aquelas em que o processo administrativo não foi concluído.
De acordo com Suely Araújo, o novo decreto reformula outro de 2008, que regulamentava a lei de crimes ambientais. Suely lembra que essa conversão já era prevista, mas desde 2012 a autarquia não aplicava o modelo por que a norma não era consistente o suficiente.
Fonte: EBC
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.