Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Imagem:Reprodução 

Érika Oliveira

A delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) fez mais uma vítima nesta quarta-feira (23). Acusado de cobrar R$ 15 milhões em propina para não responsabilizar o peemedebista pelos problemas descobertos pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa, o deputado Oscar Bezerra (PSB) chamou o ex-governador de “malandro”, “bandido” e garantiu que todas as irregularidades encontradas pela comissão foram apresentadas à sociedade. O parlamentar, no entanto, admitiu ter sido assediado por Silval.“O Devair é um amigo meu, assim como é do Silval. O Silval deve para mim desde 2010 e isso foi falado na delação do Pedro Nadaf. Aquele malandro não me pagou. Quando eu fui encontrar com ele, eu imaginei que ele queria fazer uma pactuação dessa dívida. Não aconteceu, a conversa era ‘me livra da vida lá do VLT’. Quase que ele me convenceu que tirou dinheiro do bolso para ajudar a constituir as obras da Copa nesse encontro que teve e, de fato, esse encontro existiu”, afirmou o deputado.

Um novo trecho da delação de Silval, divulgado em reportagem da TV Centro América na tarde desta quarta-feira (23), revelou que em 2015, quando Oscar presidia a CPI das Obras da Copa, o ex-prefeito de Nobres Devair Valim procurou o ex-governador em nome do deputado estadual para fazer o primeiro contato.Na ocasião foi aventado o valor de R$ 15 milhões. Em outro momento, Silval e Oscar teriam se encontrado pessoalmente no estacionamento de um supermercado para finalizar as tratativas.

 

“Ele me pediu, disse que estava devendo demais da campanha e eu arrumei dinheiro. Era algo em torno de R$ 550 mil na época. Ele pagou, ao longo do mandato dele, cerca de R$ 200 mil para a Luciane [esposa de Oscar e prefeita de Juara], dessa dívida. Ele sabe que me deve e eu imaginei que essa conversa proposta pelo Devair fosse para este fim, mas quando eu entrei no carro não era”, justificou.

Conforme o material divulgado pela TV Centro América, Silval afirma ter provas do pagamento da propina e já teria as entregue a Procuradoria Geral da República. Contudo, nenhuma delas foi publicada.Na manhã desta quarta, Oscar Bezerra "mirou” na TV Centro América, filial da Rede Globo em Mato Grosso, para rebater as acusações que caem contra o governador Pedro Taques (PSDB) com base na delação de Silval Barbosa. Ele citou o fato de a emissora ter sido cortada do contrato de imprensa com o Governo do Estado e por isso começou um “bombardeio”.Após a veiculação da matéria em que é mencionado, Oscar suscitou a possibilidade de haver retaliação por parte da emissora, por conta de seu questionamento com relação a cobertura jornalística da TVCA.

“É o estilo deles. Eu obviamente falei com toda a razão, porque o Governo cortou o contrato da TVCA e eles obviamente podem não ter gostado. Veio à tona agora, coincidentemente”, acusou o deputado.“Ele [Silval] queria propor que eu o isentasse na CPI, mas como foi? Ou eu sou redeiro? Se eu peço R$ 15 milhões eu fecho por R$ 200 mil? Ou ele é muito bom de pechincha? Conversa fiada. Esse bandido foi para a cadeia porque fez a malversação do erário e agora quer isentar a responsabilidade dele. Recentemente a Polícia Federal detectou todas as irregularidades que eu apontei na CPI das Obras da Copa. Então, se tivesse alguma tendência de eu ter pego algum benefício a CPI tinha acabado em pizza e não acabou. Ele disse que tem como provar que me passou R$ 200 mil, manda mostrar as provas”, pontuou.

 



Fonte: Olhar Direto
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.