Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Um servidor público do INSS foi preso nesta terça-feira acusado de participar do esquema. Ele trabalhava na Agência de Rosário Oeste

Uma quadrilha especializada em fraudar benefícios previdenciários de auxílio-reclusão, em Mato Grosso, foi alvo nesta terça-feira (22) de uma operação da Polícia Federal. As buscas foram realizadas em imóveis localizados em Rosário Oeste, Cuiabá e Várzea Grande.
De acordo com a Secretaria da Previdência, os fraudadores utilizavam atestados carcerários falsos ou com alteração das datas de reclusão, gerando pagamentos de grandes valores retroativos. Para isso, contavam com a participação de um servidor, que inseria os dados no sistema previdenciário. Ele foi preso na manhã desta terça-feira.
As investigações tiveram início em 2016 a partir de denúncias recebidas na Ouvidoria da Previdência. O auxílio-reclusão é um benefício pago a dependentes de presos em regime fechado que são segurados do INSS, ou seja, que contribui regularmente com a previdência.
A Força-Tarefa Previdenciária contou com a atuação de policiais federais e servidores do Ministério da Fazenda.
Fonte: Repórter Amazônia
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.