Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Compuseram a mesa, e apresentaram as reivindicações, os deputados estaduais Eduardo Botelho (PSB), Oscar Bezerra (PSB), Guilherme Maluf (PSDB), Pedro Satélite (PSD) e Silvano Amaral (PMDB)

O Futuro da Logística de Mato Grosso (Foto: Maurício Barbant/ALMT)
O senador Wellington Fagundes (PR), presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem do Senado, presidiu hoje, 07, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o Seminário “Futuro da Logística em Mato Grosso”. O evento é uma parceria do Senado Federal com a Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transportes da Assembleia. .
No seminário foi anunciada a emissão da ordem de serviço do Ministério dos Transportes para construção de oito pontes ao longo da BR-242, no trecho entre Nova Ubiratã e Querência, na região do Vale do Araguaia, e o lançamento das obras de duplicação da BR-163, no trecho entre Cuiabá e Serra de São Vicente. Compuseram a mesa, e apresentaram as reivindicações, os deputados estaduais Eduardo Botelho (PSB), Oscar Bezerra (PSB), Guilherme Maluf (PSDB), Pedro Satélite (PSD) e Silvano Amaral (PMDB)
Fagundes noticiou o investimento das duas importantes rodovias para escoamento da produção de Mato Grosso. As  duas obras ficaram sob  responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). De acordo com o senador, a duplicação desse trecho da BR-163, o último de responsabilidade do Governo Federal, faz parte do processo de concessão da rodovia, que ocorreu em 2014, na terceira etapa do Programa de Investimentos em Logística, da União.
“O trabalho para viabilizar essas duas obras foi intenso. Com muito esforço foi possível desentravar uma série de procedimentos, ao mesmo tempo em que garantimos recursos para as obras. Mesmo com toda a crise fiscal que o país atravessa, Mato Grosso receberá investimentos para duas rodovias fundamentais” – disse Wellington.
Para Fagundes, um Estado de dimensões continentais e expressiva produção agropecuária, precisa estar permanentemente discutindo alternativas, perspectivas, cenários para planejar melhor o desenvolvimento logístico. “Por Mato Grosso ser no centro do Brasil, as distâncias para os portos, para a exportação, para nós sempre são o grande problema. Ou seja: a logística de transporte para viabilizar o desenvolvimento do estado é aquilo que nós temos trabalhado há tanto tempo e, por isso, queremos discutir alternativas para promover o desenvolvimento do nosso estado” – salientou.
Participam do seminário especialistas do Ministério dos Transportes, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Secretária de Programa de Parceria de Investimentos, Agência Nacional de Transportes Terrestres, Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja), Movimento Pró–Logística; e Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem (Frenlog), Associação Mato-grossense de Municípios (AMM), Federação das Indústrias de Mato Grosso, Federação do Comércio do Estado e União das Câmaras Municipais de Mato Grosso. Estiveram também representantes do Governo do Estado.
O seminário teve transmissão ao vivo para todo o Brasil, pela TV Senado. Antes da abertura do seminário, os participantes visitaram o contorno Norte de Cuiabá. Posteriormente, ainda como parte da programação, a caravana fará visita à travessia urbana de Cuiabá e visita às obras da BR-163, entre a Serra de São Vicente, Jaciara, São Pedro da Cipa e Juscimeira.
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.