Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Passados cinco meses do início da operação Carne Fraca, Mato Grosso registrou o maior número de abate de bovinos desde julho de 2014. Os dados são do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e constam em boletim divulgado, nesta segunda-feira, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).
Conforme o relatório, em agosto de 2017 foram abatidos 496,90 mil animais, 13,12% a mais se comparado ao mês anterior. Entre as categorias, houve um aumento no abate de machos e fêmeas em relação a julho, com avanço de 18,84% e 5,10%, respectivamente. A quantidade de animais abatidos com menos de 24 meses cresceu 48,41%, resultado, segundo o Imea, da intensificação das entregas dos bovinos advindos de confinamentos.
Para o instituto, com as exportações de proteína bovina mato-grossense rompendo recordes e o aparente reaquecimento da demanda interna (cotações da carne com osso no atacado evoluindo nas últimas semanas), “o abate de animais encontra sustentação na demanda para poder avançar ainda mais nos próximos meses”.

Só Notícias/Agronotícias (foto: Arnaldo Alves)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.