Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Com 1 milhão de toneladas, safra de algodão em Mato Grosso terá aumento de 14%O 12º Levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê que Mato Grosso terá um aumento de 14,9% na safra de algodão em relação à safra passada. Além disso, a área plantada foi de 600 mil hectares na safra 2015/16 para 627,8 hectares na safra corrente.
Essa variação se deve, principalmente, ao aumento na produtividade, estimada pela Conab em 1.611 kg/ha – 9,9% superior à da safra 2015/16. No país inteiro, a estimativa para a safra de grãos 2016/17 é de 238,7 milhões de toneladas. Isso representa um crescimento de 27,9% em relação à safra 2015/16, ou seja, 52,1 milhões de toneladas. 

A área plantada é de 60,9 milhões de hectares, um crescimento de 4,4% na comparação com a safra 2015/16. Os dados fazem parte do 12º Levantamento da Safra 2016/2017 de Grãos, divulgado nesta terça-feira (12 de setembro), em Brasília.

Em relação ao algodão, o último levantamento da safra 2016/17 não traz alterações significativas, mantendo a estimativa de uma produção de 1,5 milhão t de pluma (1.529,5 mil t).  Segundo os técnicos da Conab, as condições climáticas proporcionam uma boa safra para este ano e, por isso, a produção deverá ter um aumento de 18,6% em relação à safra anterior, apesar da redução de 1,7% na área de cultivo em termos nacionais.

Outras culturas 

A produção do milho primeira safra é de 30,46 milhões de t, ou seja, um crescimento de 18,3% em relação à safra anterior. A colheita do milho segunda safra está em finalização, com estimativa de produção total de 67,25 milhões de t. A safra de soja, grão mais produzido no país, chegou a 114 milhões de toneladas. 

Houve uma redução de 9,5% na área semeada do trigo. Sua produção deve chegar a 5,19 milhões de t. No Paraná, a colheita teve início e está em torno de 2% da área. Já no Rio Grande do Sul, as lavouras estão em transição da fase vegetativa (60%) para a fase reprodutiva (40%).

No caso do arroz, condições climáticas favoráveis ao longo de todo o ciclo resultaram em 12,33 milhões de t de produção.

O feijão primeira safra tem produção de 1,36 milhão de t, sendo 850,4 mil t de feijão-comum cores, 319,5 mil t de feijão-comum preto e 190,7 mil t de feijão-caupi. Na segunda safra de feijão, a produção chegou a 1,2 milhão de t, sendo 575,8 mil t de feijão-comum cores, 445 mil t de feijão-caupi e 180,2 mil t de feijão-comum preto. A colheita da terceira safra está em andamento, com previsão de produção de 836,3 mil t em face do aumento de área (17,2%) e de produtividade (26%), sendo 750,7 mil t de feijão-comum cores, 77,6 mil t de feijão-caupi e 7,9 mil t de feijão-comum preto.

Segundo a Conab, o acompanhamento da safra brasileira de grãos é realizado há 40 anos. A metodologia empregada envolve trabalhos de campo, tecnologias relacionadas ao sensoriamento remoto, posicionamento por satélites, sistemas de informações geográficas e modelos estatísticos, agrometeorológicos e espectrais

Da Redação - Lázaro Thor Borges

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.