Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A | A
Com a pavimentação de 60 km da rodovia MT-170, entre Cotriguaçu e Juruena, o Governo de Mato Grosso ultrapassou a marca de 2.000 mil quilômetros de asfalto executados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) somente na atual gestão. 
A entrega oficial de interligação asfáltica foi feita nesta terça-feira (19.09), pelo governador Pedro Taques, durante viagem a região noroeste, como parte da programação da Caravana da Transformação. 
"Estamos percorrendo os municípios entregando ações para melhoria das nossas rodovias do Estado, demonstrando de forma clara que estamos pavimentando e recuperando vias em todas as regiões, porque não queremos deixar nenhum mato-grossense para trás. Estradas servem para realizar sonhos e conectar pessoas", declarou o governador, que lidera comitiva composta por secretários, deputados e autoridades locais.
O asfaltamento da MT-170, só foi possível graças ao Pró-Estradas, que é o maior programa da história de construção, reconstrução e manutenção de rodovias estaduais. Conduzido pela Sinfra, o programa concluiu, até o momento, 1.200 km de obras de reconstrução do antigo pavimento e mais 800 km de pavimentação de rodovias novas. A meta é fazer mais de 3 mil até 2018. 
"Os números positivos do Governo do Estado demostram o compromisso nosso com os cidadãos. Nós entregamos obras de qualidade que transformam a vida das pessoas", declarou o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte. 
Ações sociais
Na oportunidade, o Governo de Mato Grosso, por meio da Sinfra, também fechou com a prefeitura de Cotriguaçu um termo de compromisso para a futura pavimentação urbana de seis quilômetros dentro da cidade. A obra deve começar em 2018, beneficiando diretamente os moradores. "Vai ser uma obra urbana importantíssima para melhorar a autoestima da cidade", comemorou o prefeito Jair Klasnor.  
Em Juruena, onde a comitiva esteve hoje, o governador também autorizou a Sinfra a celebrar com a prefeitura municipal termo de compromisso visando a pavimentação no próximo ano da travessia urbana da MT-170, no valor de R$ 4 milhões. 
Ações sociais
Outros anúncios foram feitos durante a reunião pública. Houve a entrega de oito resfriadores para pequenos produtores rurais, por meio da destinação feita pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf).
"Já foram entregues 300 resfriadores em dois anos e nove meses. Cada um atende 10 famílias. Os resfriadores são a carta de alforria dos pequenos, porque evita que eles percam o leite que é tão importante para o desenvolvimento das famílias", disse o secretário Suelme Fernandes. 
Também foram entregues nas duas cidades os cartões do programa Pró-Família, que atenderá 20 mil famílias. "Estamos ajudando as famílias que mais precisam com essa complementação de renda que ajuda a dar mais dignidade para as pessoas", disse o secretário Max Russi. 
BR-174 não tinha dinheiro
Sobre o asfaltamento da rodovia federal BR-174, no trecho de 100 km de Juruena a Castanheira, o Governo de Mato Grosso tem lutado em Brasília para viabilizar a obra. 
O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, explicou que começaram os estudos de componentes indígenas e ambiental, que faltam para obra dair do papel. 
"A gestão passada iludiu os moradores da região. Não havia dinheiro na conta, como eles diziam. E mais: Mato Grosso quase perdeu o convênio federal por falta de cumprimento dos procedimentos formais para esta obra, por atos da gestão passada. Mas com muito empenho do Estado, conseguimos manter a parceria e vamos conseguir tocar a obra".
Duarte acrescentou, ainda, que a Sinfra tem trabalhado para conectar a região noroeste com o nortão por meio da rodovia MT-208.

Fonte:Ericksen Vital | Sinfra-MT 
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.