Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O dono do Grupo Bom Futuro, Eraí Maggi, terá de pagar uma multa total de R$ 260 mil por ter provocado poluição em uma fazenda que não teria permissão da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) para funcionar. A multa foi homologada pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) em agosto deste ano, mas só foi publicada na última sexta-feira (15).

De acordo com informações obtidas pelo Agro Olhar, uma das fazendas de Eraí teve problemas ambientais na área de lavagem do maquinário agrícola, quando o óleo dos veículos afetou o ecossistema da região. Eraí  é primo do ministro Blairo Maggi e dono do Grupo Bom Futuro. O empresário ficou conhecido na imprensa nacional pela alcunha de “Rei da Soja”.

A multa foi aplicada pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema), mas o empresário recorreu junto ao Consema. Apesar da aplicação da multa, Eraí solucionou todos os problemas técnicos apontados pela Secretaria. As falham impediam que ele recebesse autorização de funcionamento.

Ainda assim, a maioria dos conselheiros do Consema entendeu que as alterações não impediam que a multa fosse aplicada, uma vez que o dano causado não poderia ser recuperado. A inspeção que ocasionou a multa data de 2010, quanto três autos foram lavrados na propriedade do empresário.

Os fiscais aplicaram pelo menos três multas na fazenda que estava irregular. Duas delas de R$ 80 mil e uma terceira calculada em R$ 100 mil, o que totaliza R$ 260 mil em multas. De acordo com informações do secretário adjunto da Sema, André Torres Baby, a decisão do Consema é de última instância administrativa e se o empresário quiser recorrer terá de procurar à Justiça.
Fonte: Agro Olhar
Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.