Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

grevedetran.jpgO Governo do Estado se manifestou sobre a greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), iniciada na manhã desta segunda-feira (11) por tempo indeterminado. Conforme o Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran), a paralisação é uma manifestação pela atualização da tabela salarial que não tem reajuste desde 2011, quando a última foi publicada.
O Executivo, porém, afirma que está negociando com os servidores e que espera encontrar a solução para questão apresentada pela categoria.  Em nota, o Governo afirmou que não tem condições neste momento de conceder aumentos aos salários dos servidores. “Em meio à crise econômica que afeta as contas públicas em Mato Grosso, o Governo do Estado, não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran”, diz a nota.
O executivo afirma ainda que, diante da situação, a equipe econômica e da Casa Civil estão tentando encontrar uma solução para questão apresentada pelo sindicato. É destacado que a Revisão Geral Anual (RGA) de todo funcionalismo consumiu toda margem de reajuste que o Executivo pode conceder aos servidores do departamento. “O Estado continua fazendo novos cortes de gastos para manter o pagamento dos salários em dia, inclusive, pagando de forma integral todos os reajustes anuais dentro do planejamento apresentado aos servidores”, explica.
Nesta manhã, um grupo de servidores estiveram na sede do Detran com faixas e camisetas pedindo pelo reajuste salarial. A categoria afirmou que servidores comissionados e terceirizados não irão aderir ao movimento.
Os servidores efetivos garantem a manutenção dos serviços essenciais no órgão, cabendo a direção do Detran definir quais os setores que serão priorizados. O Detran arreacada cerca de R$ 1,2 milhão por dia.

NOTA DE ESCLARECIMENTO
Em meio à crise econômica que afeta as contas públicas em Mato Grosso, o Governo do Estado, não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran. Entretanto, os esforços da equipe econômica e Casa Civil seguem no sentido de encontrar uma solução para a questão apresentada pelo sindicato da categoria.
O Governo do Estado esclarece que toda a margem de aumento foi consumida na negociação para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA), construída em conjunto com os sindicatos e a Assembleia Legislativa. Além disso, o Estado continua fazendo novos cortes de gastos para manter o pagamento dos salários em dia, inclusive, pagando de forma integral todos os reajustes anuais dentro do planejamento apresentado aos servidores.
O Governo do Estado também apresentou à Assembleia Legislativa a PEC do Teto de Gastos, que possibilitará melhoria nas contas públicas estaduais, beneficiando também os servidores da administração. 
Por fim, o Governo do Estado lamenta a greve dos servidores do Detran e destaca a disponibilidade de continuar as negociações com a categoria


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.