Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Ex-secretário de Fazenda pede indenização pelos quase 2 anos presoNinguém duvida dos problemas sofridos por quem passa uma “temporada” na prisão. Justamente por saber dos transtornos de ordem moral e psicológica, o ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Marcel de Cursi, está buscando na Justiça uma indenização pelos quase dois anos que suportou no Centro de Custódia de Cuiabá.
 
Leia mais:
Mesmo com prisão revogada, Marcel de Cursi segue afastado de atividades na Sefaz


Um pedido de indenização foi entregue a 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, no dia 27 de agosto.

Cursi ficou trancafiado preventivamente do dia 15 de setembro de 2015 até o dia 12 de julho de 2017.  O ex-secretário é réu em ações por desvio de dinheiro público.
 
Conforme apurado pelo Olhar Jurídico, os pedidos indenizatórios compreendem ao período que Cursi passou no cárcere.

A defesa considera que os fatos responsáveis pela privação de liberdade não se provaram processualmente, ou ficaram baseados apenas em palavras e não em documentos.
 
Ainda conforme apurado, o valor da causa é simbólico em $ 10 mil, mas processo pede que após a instrução o juiz arbitre o valor de acordo com as provas e convicção.
 
Marcel de Cursi ficou preso por 1 ano e 10 meses após da deflagração da operação Sodoma, pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz).

O ex-secretário teve sua prisão revogada por determinação do desembargador Alberto Ferreira de Souza, sob a justificativa de que supostos comparsas de Cursi já haviam deixado a cadeia.

Da Redação - Arthur Santos da Silva

Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.