Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Quase 30 máquinas colheitadeiras foram colocadas juntas para conseguir trabalhar e dar conta de uma lavoura de algodão em uma fazenda, em Sapezal, a 473 km de Cuiabá. O trabalho, feito na última semana, reuniu 130 homens e quase 30 máquinas para colher os últimos 1,4 mil hectares de um total de 110 mil plantados pelo grupo, que possui 8 propriedades rurais na região.

Para ter sucesso no procedimento, os produtores usaram rádios comunicadores entre os operadores das máquinas para evitar qualquer desencontro.

“Como está chegando o plantio da soja, o tempo já começou a mudar, começou a chover muito, já perdemos muitas áreas com chuva esse ano, resolvemos juntar essa força tarefa com todas as fazendas do grupo e fazer o serviço o mais rápido possível”, disse o gerente da fazenda, Rorber Sogare.

Lentamente as máquinas avançam sobre a plantação. A colheitadeira madrinha puxa a fila e é seguida pelas demais. Do alto dá pra ver como as máquinas vão transformando a paisagem

A pluma já sai da colheitadeira em rolos gigantes. Cada um chega a pesar até 2 mil quilos. A quantidade rolos espalhados pelo campo indica o bom desempenho: cada hectare está produzindo, em média, 330 arrobas de algodão em caroço. Segundo os produtores, 8% a mais que no último ciclo.

A arroba da pluma vale cerca de R$ 77 em Mato Grosso. Dos campos de Mato Grosso sai mais de 65% do algodão colhido em todo o país. A produção vai passar de 1 milhão de toneladas de pluma e 80% do produto já foi vendido

Fonte: G1MT
Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.