Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Mato Grosso perdeu R$ 5 bilhões com desoneração da Lei Kandir em 2016O estado de Mato Grosso figura em segundo lugar no ranking entre as unidades da Federação que mais perdeu dinheiro com a Lei Kandir, de acordo com informações da Câmara dos Deputados. Uma comissão especial foi montada no legislativo para revisar a lei.
Ao todo, Mato Grosso perdeu R$ 5,4 bilhões em 2016. Segundo dados entregues pela Fundação Amazônia de Ampara a Estudos e Pesquisas (Fapespa) à Câmara dos Deputados, Mato Grosso deixou de arrecadar mais de 41 bilhões em impostos de 1997 até o ano passado.

No acumulado dos últimos 19 anos, Mato Grosso fica em quinto lugar no ranking. Mas se levarmos em conta somente os dados do ano passado, o estado fica em segundo, perdendo apenas para Minas Gerais, que teve perdas na casa dos R$ 7 bilhões.

A Lei Kandir, criada em 1986, permite que produtos primários destinados à exportação tenham isenção de ICMS. A desoneração é uma faca de dois gumes: barateia os produtos brasileiros no mercado mundial, mas faz com que o país perca dinheiro e os estados deixem de arrecadar um dinheiro que poderia ser investido em escolas, hospitais e outros serviços à população.

Para tentar reverter o problema, o Governo Federal criou o Auxílio Financeiro para Fomento a Exportações (FEX). Em 2016, o estado recebeu R$ 291 milhões pelo FEX. Mas o valor ainda não é suficiente para reverter as perdas.
Da Redação - Lázaro Thor Borges

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.