Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Número de atropelamentos a pedestres sobe em MT, já chegou aos 367Atravessar na faixa de pedestre é a primazia para garantir a segurança durante a travessia de rua. Essa é a função da faixa, sinalização que existe nas ruas, avenidas e bairros de Mato Grosso. A indicação é tanto para proteger o motorista quando o próprio pedestre que circulam nas principais vias do trânsito. Porém, nos últimos dois anos, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), registrou um acréscimo de 3% no número de pessoas atropeladas. 

De acordo com os dados, em 2016, 353 cidadãos foram vítimas do trânsito, em Mato Grosso, apenas no primeiro semestre. Neste ano, o número já chegou aos 367. Em Cuiabá, o número subiu um pouco a mais, 14%. Em 2016, a Sesp registrou 71 boletins de ocorrência e em 2017, 81. Já em Várzea Grande, 15 em 2016 e 24 em 2017, contabilizando 60% de aumento. Todos os registros são dos seis meses.  Para o delegado titular da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Christian Cabral, os números são alarmantes e precisa ser chamado a atenção de motoristas, autoridades e principalmente dos pedestre na Semana Nacional do Trânsito, que se estende até o dia 25 de setembro. 

Segundo o delegado, pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a preferência ao pedestre não é absoluta, como alguns pensam. Ele tem preferências na faixa de pedestre e não exclusividade. Além disso, também faz se a ressalva de que nos locais em que existir sinalização semafórica, tanto o condutor do veículo quanto o pedestre devem atender às luzes respectivas, para alternar o direito de passagem. “Nosso código completou 20 anos de existência. São duas décadas de referência e serve também de modelo para outros países. O código trabalha em três vertentes: fiscalização, educação e engenharia de tráfego. Em, Cuiabá nós evoluímos nas fiscalizações, porém a educação e a engenharia de tráfego não acompanharam o mesmo crescimento e nosso desafio dos próximos anos será neste sentido”, pontuou. 

Um dos mecanismos usados no trânsito para a fiscalização e também coibir os motoristas a fugirem das regras são: as multas ásperas aplicadas, redes de monitoramento eletrônico e as blitz montadas pelas oficiais.  Porém, o delegado afirmou que o modelo de sinalização utilizado em Cuiabá foge do padrão e até, por isso, os índices de atropelamento também acabam subindo, sem contar que também não pode tirar a responsabilidade dos pedestres que também já ficou comprovado que 75% deles não utilizam a faixa para fazer a travessia.  “Um modelo errado claro que temos é da Avenida Miguel Sutil. Faixas instaladas de forma errada que não dá nem mesmo para os motoristas verem e também fora de mão para os pedestres que colocam a vida em risco ao decidir atravessar em outro ponto”, afirmou. 

Conforme Christian uma das ações da delegacia para orientar na semana do trânsito, já que o Brasil é um dos países com mais acidentes de trânsito, nos quais morrem por ano aproximadamente 40 mil pessoas seria não dirigir alcoolizado, não usar o celular enquanto dirige ou atravessa as ruas, não ultrapassar o limite de velocidade, usar sempre o cinto de segurança, atravessar a rua nas faixas de pedestres e conhecer e respeitar todos os sinais e leis de trânsito. 

ACIDENTES
Pelo menos 80% dos acidentes que deixaram vítimas em Cuiabá e Várzea Grande foram causados por velocidade e embriaguez. Os dados foram obtidos depois de uma pesquisa da Deletran, que também apontou que os motociclistas com idade de até 30 anos são as maiores vítimas.  
Outro problema também diagnosticado pela delegacia, conforme o delegado, durante o período, é que 80% dos motoristas que se envolvem em acidentes não estão habilitados. Porém, a falta de habilidade não quer dizer que não possuem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mas sim não respeitam a sinalização e ainda fazem ultrapassagens perigosas.  “Até o começo de agosto, em 21 edições da Operação Lei Seca, nós prendemos 544 condutores embriagados. Além disso, também foram apreendidos 2.257 veículos conduzido por motorista sob efeito de álcool”, afirmou. 

DIA NACIONAL
O Dia Nacional do Trânsito é comemorado em 25 de setembro e foi instituído a partir da criação do Código de Trânsito Brasileiro, em setembro de 1997. A data também foi inserida na Semana Nacional do Trânsito, que ocorre entre os dias 18 e 25 deste mês.  O principal objetivo da instituição é promover o desenvolvimento da conscientização social sobre os cuidados básicos que todos que usam o trânsito devem ter. 
Diário de Cuiabá
Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.