Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A assessoria de comunicação da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) confirmou, ao Só Notícias, que as amostras dos restos mortais encontrados em uma fossa, nos fundos de uma residência, no município de Nova Canaã do Norte (240 quilômetros de Sinop), já foram encaminhadas ao laboratório e começaram a ser analisadas. No entanto, os peritos aguardam a identificação de duas pessoas da família que doou as amostras de referência, já que os dados estão divergindo. Não há previsão para identificação oficial da ossada.
A suspeita que foi levantada em Nova Canaã, após a descoberta, é a que os restos mortais sejam do ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Gabriel José Pereira. A neta dele, Lívia Cristiana Nunes Pereira afirmou, em entrevista ao Só Notícias, ter o reconhecido pelas roupas que vestia antes de desaparecer.
“Os ossos foram encontrados nos fundos da residência que ele morava. Temos certeza que é o meu avô. É a roupa que ele sempre vestia. Os detalhes de tudo que ela tinha. Reconhecemos de imediato pelas vestes. Ele usava roupas tipo uniformes, sempre azul. A única peça que mudava de cor era a bermuda que ele usava por baixo da calça”, disse Lívia, anteriormente, ao Só Notícias.
Conforme Só Notícias já informou, o ex-combatente foi dado como desaparecido em 2014, quando tinha 90 anos. No início do ano passado, policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) se deslocaram de Cuiabá para Nova Canaã para desativar cinco explosivos encontrados na casa dele. Os objetos estavam enterrados nas proximidades da casa e aparentemente foram fabricados artesanalmente.
Gabriel lutou na Segunda Guerra Mundial. Na ocasião, participou da tomada de Montese, na Itália. Nos anos seguintes, atuou como líder de movimentos sindicais e ainda trabalhou como motorista e fotógrafo.

Fonte: só Notícias/Cleber Romero (foto: divulgação)
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.