Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Cinco pontos de apostas do jogo do bicho no município de Rosário Oeste (128 km ao Norte) foram desarticulados pela Polícia Judiciária Civil, na tarde de terça-feira (12.09). No total, cinco pessoas foram conduzidas, três delas acusadas de promover a contravenção penal.

A operação denominada "Bicho Legal" foi voltada a combater a modalidade do jogo feita com máquinas de cartão de crédito. A Polícia Civil acredita que a central funciona em outro estado, possivelmente em Goiás. "Nesse jogo do bicho, as apostas são feitas eletronicamente. Conseguimos fechar cinco pontos na cidade, que estavam realizando essa contravenção penal", disse o delegado Walter de Melo Fonseca.

Durante a operação, os policiais apreenderam vários recibos de apostas em valores altos variando de R$ 500 a R$ 600,00.

De acordo com o delegado, a ação iniciou após policiais da Delegacia de Rosário Oeste receberem informações sobre pontos em que eram realizadas apostas de jogo do bicho. Com base na denúncia, a equipe de investigadores saiu em diligências e em uma loja próxima  à Delegacia, os policiais encontraram o suspeito de gerenciar o ponto de apostas.

No momento da abordagem, havia dois apostadores no local, sendo recolhida a máquina de apostas, assim como comprovantes de jogos feitos naquele ponto. Em seguida, os policiais seguiram para outro endereço, no bairro Santa Izabel, onde detiveram o segundo suspeito, que também estava registrando apostas de jogo do bicho.

Sabendo da ação da Polícia, o terceiro suspeito de promover a atividade ilícita compareceu a Delegacia de Rosário Oeste para entregar a sua máquina de apostas. Os envolvidos assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência pela contravenção penal do jogo do bicho, no artigo 51 da Lei de Contravenções Penais, e foram liberados.

Da Assessoria

Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.