Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve nesta terça-feira (12) a prisão do ex-comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Zaqueu Barbosa. A decisão foi proferida por unânime pela 5ª Turma da Corte Superior, a qual entendeu que não era cabível o recurso interposto pela defesa do militar. Com isso,  Zaqueu continua preso suspeito de participação no esquema de grampos ilegais no Estado e aumentam os rumores de que ele poderia aderir ao programa de colaboração premiada para deixar a cadeia.
Os ministros Jorge Mussi, Reynaldo Soares da Fonseca, Joel Ilan Paciornik e Felix Fisher seguiram o voto do relator, Ribeiro Dantas, que não conheceu do habeas corpus que pedia a liberdade de Zaqueu. Eles justificaram que o habeas corpus deve ser analisado no mérito, quando, inclusive, haverá espaço para a defesa se manifestar.
Zaqueu Barbosa está detido desde o dia 23 de maio após exibição de uma reportagem pelo programa Fantástico (Rede Globo) em que foi mostrado o esquema de escutas ilegais. Além de Zaqueu, são réus da ação penal o ex-chefe da Casa Militar, coronel Evandro Alexandre Lesco; seu ex-adjunto na Pasta, coronel Ronelson Barros; o coronel Januário Batista e o cabo PM Gérson Correa Júnior.

Notícia da hora

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.