Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Uma operação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Militar, através da Força Tática de Tangará da Serra, apreendeu na tarde deste domingo, 15, 420 quilos de cocaína na divisa dos municípios de Tangará da Serra e Reserva do Cabaçal. 

A droga era transportada em um avião monomotor Cessna 210. 

Dois bolivianos, que estavam na aeronave, foram presos. Quatro brasileiros, que iriam receptar a droga em solo conseguiram fugir.
De acordo com o tenente PM Furquim, o caso vinha sendo investigado pela Polícia Federal há pelo menos dois meses e nesta data a PF solicitou o apoio da PM tangaraense para realizar a abordagem. "No local, nos deparamos com os receptores que estavam em um veículo Gol. Ao perceber a nossa chegada eles fugiram, acabaram batendo em uma árvore, abandonaram o veículo e fugiram no mato", contou o tenente, explicando que a pista de pouso fica em uma fazenda a cerca de 200 quilômetros de Tangará da Serra.
Os policiais da Força Tática aguardaram por aproximadamente quatro horas, quando a aeronave pousou e a apreensão foi feita.
Foram presos os bolivianos Fabio Andemar Andrade Lima Lobo, de 35 anos e Carlos André Dorado, de 24 anos. Eles contaram a esta reportagem que a droga estava sendo trazida do Departamento de Beni, na Bolívia.
Com eles os policiais encontraram 2.500 dólares e 820,00 bolivianos.
A droga, o veículo, que possui placas de Cuiabá, e a aeronave serão encaminhados para Cuiabá. 

Além da PM e PF, a operação teve apoio do helicóptero do Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas).
  •  Fonte: Tangará em foco
Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.