Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

ReproduçãoA Secretaria de Estado de Gestão (Seges) prorrogou até o próximo dia 11 de outubro o prazo final para os servidores inadimplentes realizarem o recadastramento anual. Conforme relatório da Gerência de Indicadores de Pessoal da Seges, 1.481 servidores estaduais estão inadimplentes e terão os salários suspensos caso não realizem a atualização cadastral até a nova data.
O recadastramento segue sendo feito pelo site da Seges, de modo inteiramente online. O servidor que não concluir a atualização cadastral responderá Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e só poderá voltar a receber após regularização por meio de processo.
Como se recadastrar
Para se recadastrar é necessário acessar o site www.gestao.mt.gov.br e clicar no ícone lateral “Recadastramento 2017”. O servidor deverá preencher todas as etapas do formulário que atualizará informações como e-mail pessoal, dados pessoais, cursos de capacitação, lotação, dependentes e vínculos, entre outros. Ressaltamos que não será permitida a utilização de e-mail setorial, apenas e-mail pessoal ou institucional que seja de uso particular.
Na etapa final, a confirmação de vínculo deve ser feita pela chefia imediata, que é a pessoa que está diretamente ligada hierarquicamente ao servidor. O funcionário deve editar as informações de vínculo e adicionar a matrícula do chefe imediato para que ele realize a validação.
Ao final do processo, é importante emitir o comprovante de regularidade no recadastramento de 2017. Em caso de dúvidas ou problemas, o servidor deve procurar o setor de Recursos Humanos do órgão em que atua.
 Seges/MT
Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.