Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Jazonias Araújo da Silva, 56, foi preso na terça-feira, 17, por uma guarnição da Polícia Militar em uma lanchonete às margens do Rio do Sangue sentido a Juara confessou a autoria do assassinato de seu enteado Cristian Marques de 17 anos e da tentativa do irmão dele de 15 anos na cidade de Juína, Mato Grosso.
Após analisar as provas e a confissão do acusado, o juiz Vagner Dupim Dias, deferiu o pedido de prisão que foi representado pelo delegado de polícia José Carlos Damian.
Porém não foi só os crimes praticado por ele que chocou a população e deixou a família abalada e destruída com tamanha violência. Não contente com a crueldade e covardia, o acusado enviou na noite do velório de Cristian, mensagens via aplicativo WhatsApp para a mãe do menino.
- E ai Lu! Você gostou de ver seus dois filhos mortos? Gostou? Eu amei matar- disse. Ao ouvir esse áudio, familiares ficaram sem chão e muito abalados.
Segundo a família, ela foi enviada por Jazonias próximo de onde ocorria o velório do enteado. Havia outro corpo sendo velado na AME, ao ver os dois caixões, Jazonias teve a conclusão que teria ceifado a vida dos meninos.
Também afirmaram que ouviram aos fundos (som ambiente), da mensagem no whatsApp, a voz de um tio das vítimas que estava no velório.
Essas mensagens foram visualizadas e ouvidas somente no dia seguinte quando o assassino foi preso pela PM.
Em outra mensagem ele diz que está indo embora.
-“Bom Lu, adeus para você. Eu tô indo embora e você vai ficar só na saudade”.
O inquérito policial deverá ser concluído nos próximos dias, outras pessoas poderão ser ouvidas pela polícia.
Jazonias foi encaminhado ontem à noite para o CDP e ficará à disposição da justiça.

  •  Fonte: Juína News
Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.