Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Em partida praticamente perfeita, o Grêmio dominou o primeiro duelo das semifinais da Libertadores, fez três gols e colocou um pé na final da competição. O time gaúcho não sentiu a pressão dos mais de 50 mil torcedores presentes no estádio Monumental, em Guaiaquil, e venceu o Barcelona-EQU por 3 a 0.
Os gols do jogo foram marcados por Edílson e Luan, duas vezes. Com o resultado, o time gremista tem uma ótima vantagem e pode até perder o confronto de volta por dois gols de diferença.
O confronto de volta acontece na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O vencedor desta semifinal enfrenta o ganhador do duelo argentino entre Lanús e River Plate. A primeira partida foi vencida pelos Milionários pelo placar de 1 a 0.
Em dois minutos de jogo, cada time teve uma oportunidade. Após ataque pela esquerda e cruzamento para a área, o atacante Ariel pegou de primeira e mandou longe da meta. A resposta gremista foi com Luan. O camisa 7 arriscou um chute rasteiro de fora da área, o goleiro Banguera espalmou para frente, mas nenhum jogador do Grêmio estava perto.
Aos 6 minutos, Vera passou pelo zagueiro Geromel pela esquerda, invadiu a área e concluiu mal. O Grêmio abriu o marcador aos 7. No lance, Luan lançou o lateral esquerdo Cortez, que fez jogada individual pela esquerda, driblando Velasco, e cruzou para a área. A zaga afastou mal e a bola sobrou para Luan chegar batendo. O chute ainda desviou na marcação e enganou o goleiro Banguera.
O segundo gol gremista veio em uma cobrança de falta. Após Luan ser derrubado na esquerda de ataque, o juiz assinalou o tiro livre direto.  O lateral-direito Edílson foi para a cobrança e bateu forte rasteiro. A bola fez uma leve curva passando pela barreira, o goleiro Banguera esperava um cruzamento e acabou nem se mexendo no lance.
Aos 35 minutos, em ataque pela esquerda do Barcelona-EQU com Vera, o meia cruzou para Esterilla finalizar de primeira, mas a bola subiu muito e saiu pela linha de fundo.
O Grêmio não mantinha a posse de bola, mas se fechava com eficiência e os jogadores do Barcelona-EQU não conseguiam encontrar espaços para criar perigo ao gol defendido pelo goleiro Marcelo Grohe. O time gaúcho teve apenas 33% de posse de bola na primeira etapa.
O Barcelona-EQU fez duas modificações para a segunda etapa. O técnico Guillermo Almada tirou os jogadores Vera e Esterilla para a entrada de Marcos Caicedo e José Ayoví. O Grêmio retornou do vestiário sem mudanças no time.
Logo aos 30 segundos, no primeiro ataque do time da casa, após cruzamento rasteiro pela esquerda de Marcos Caicedo, o meia Díaz recebeu de costas para o gol e tentou de calcanhar e Marcelo Grohe, atento no lance, defendeu.
Aos 3 minutos, o goleiro gremista fez uma defesa espetacular. Após cruzamento pela direita, a bola é desviada no meio do caminho por Díaz e o atacante Ariel soltou uma bomba na pequena área, mas Marcelo Grohe esticou o braço o braço direito fazendo uma grande defesa.
Após o milagre de Grohe, o Grêmio ampliou o marcador com Luan. No lance, aos 6, o próprio camisa 7 lançou o lateral Edílson pela direita, o jogador passou pela marcação e cruzou para Luan que, na entrada da área, concluiu para fazer o terceiro gol.
Aos 15 minutos, após desatenção da zaga gremista, em ataque pela esquerda, Marcos Caicedo cruzou para Damián Díaz, livre na área, chutar forte, mas a bola subiu muito e passou longe da meta.
O atacante Marcos Caicedo produzia as principais jogadas perigosas do Barcelona. Aos 28 minutos, Caicedo tocou para Ayoví, dentro da área, o meia girou batendo no gol, mas a bola explodiu na marcação de Geromel.
Em contra-ataque, aos 32 minutos, Léo Moura inverteu o lance para Luan. O camisa 7 recebeu dentro da área e tentou bater colocado buscando o ângulo do goleiro adversário, mas a bola subiu muito e saiu para tiro de meta.
Um minuto depois, Luan fez belo passe para Ramiro chegar finalizando. A redonda passou perto da trave esquerda defendida pelo arqueiro Banguera, quase transformando a vitória em goleada ainda mais expressiva.
Aos 43 minutos, Cícero desperdiçou a oportunidade de fazer o quarto gol. No lance, Luan escorou para o meia chegar concluindo. A bola subiu muito e saiu para tiro de meta, na última chance do jogo.

Fonte: Fonte: Gazeta Esportiva (foto: assessoria)

Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.