Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária da Procuradoria Geral de Justiça (NACO), ofereceu na sexta-feira (06) denúncia contra o deputado estadual Oscar Martins Bezerra pelos crimes de lesão corporal leve e ameaça. A denúncia refere-se a fato ocorrido no dia 20 de setembro deste ano, quando o parlamentar desferiu uma cotovelada no nariz do jornalista Maurílio Trindade Aun em evento público na Escola Luiza Nunes Bezerra, no município de Juara.
Consta na denúncia, que a agressão ocorreu em razão do jornalista ter divulgado matéria com o título “Prefeita Luciane coloca Juara em destaque a nível estadual e nacional”, noticiando a publicação de vídeo entregue na colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa, em que a esposa do parlamentar aparece recebendo dinheiro do chefe de gabinete.
Além de provocar a lesão, o deputado também é acusado de ameaçar o jornalista e de proibi-lo de entrar no evento. No mesmo dia em que sofreu a agressão, a vítima também recebeu em sua residência a visita de algumas pessoas, dentre elas um cunhado do parlamentar, que o intimidaram a entregar os exemplares remanescentes da edição nº 86, que trazia a notícia dos vídeos.
“Durante a investigação foram comprovadas a autoria e a materialidade dos fatos. O Ministério Público deixou de ofertar a proposta de transação penal, pois o denunciado não preenche os requisitos legais para o referido benefício, tendo em vista que já possui Termo Circunstanciado em tramitação no Tribunal Pleno, bem como responde a outras ações penais”, ressaltou o coordenador do NACO, promotor de Justiça Antonio Sérgio Cordeiro Piedade.

  •  Fonte: Juína News Com Assessoria
Marcadores:

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.