Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Durante os 25 dias em que foi realizado o Mutirão Fiscal no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Juína (735 km a noroeste de Cuiabá), foram arrecadados mais de R$ 772 mil. A ação, fruto da parceria do Poder Judiciário, por meio da Corregedoria Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT) com a Prefeitura Municipal, teve o objetivo de regularizar as pendências fiscais municipais e baixar o estoque de processos na Justiça.
 
Ao todo, 1.900 processos físicos pertencentes à Segunda Vara Cível do foro estavam em pauta. Foram realizadas 971 audiências que resultaram em 968 acordos e apenas três não-acordos.
 
Para o juiz da respectiva vara e diretor do Fórum, Raul Lara Leite, o Mutirão Fiscal têm uma grande importância para a sociedade e também para o Poder Judiciário. “Houve a solução de inúmeros processos. A população teve oportunidade de quitar seus débitos e isso é muito importante num momento de crise pelo qual o Brasil está passando”, afirmou.
 
O magistrado ressaltou que os trabalhos acerca da realização do mutirão ocorrem desde o início do ano, por conta da lei que rege o mesmo, sobre as condições de pagamento e parcelamento. “Outra vantagem é que, como esses processos são baixados, o Poder Judiciário pode se concentrar em outras ações que tramitam na justiça, como causas de família e criminais”, acrescentou.
 
Ainda de acordo com o juiz, o mutirão dá a solução adequada para aqueles que estão em débito com o município e destacou a relevância da parceria entre a Corregedoria e a Prefeitura. “É um esforço conjunto para solucionar conflitos de forma eficiente”.
 
O Mutirão Fiscal em Juína foi realizado de 1º a 26 de setembro.

  •  Fonte: Juína News Com Assessoria
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.