Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A | A
O Hospital Regional de Cáceres (220 km de Cuiabá/MT), que desde o dia 1º de outubro retornou para a gestão da Secretaria de Estado de Saúde (SES), passa por readequações administrativas e técnicas. Um dos primeiros resultados pode ser visto no corredor central que antes vivia lotado, com pacientes em macas e cadeiras, e agora está vazio.
De acordo com o diretor técnico do hospital, Hernandez Silva Coutinho, com a reestruturação, as cirurgias ficaram mais dinâmicas, principalmente as ortopédicas, e não é mais necessário manter pacientes internados no corredor à espera da intervenção. Aqueles que chegam aguardam o tempo mínimo até serem devidamente alojados.
Além disso, a direção está revendo as internações para cirurgias eletivas, visto que o Hospital Regional de Cáceres deve atender apenas os casos de urgência. As eletivas (que não representam risco de morte) devem ser reguladas pelos respectivos municípios da área de abrangência por meio do Escritório Regional de Saúde.
Durante reunião nesta quarta-feira (18.10), em Cáceres, o secretário-adjunto da SES, Cassiano Falleiros, falou a representantes dos municípios da área de abrangência do Hospital Regional, que totalizam 24, sobre o novo modelo de gestão da unidade.
“Com o recuo dos prefeitos em assumir o a gestão do hospital por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Oeste, a SES nomeou uma diretoria de transição e que tem autonomia para adotar as medidas necessárias com vistas a enfrentar um dos grandes desafios que é aumentar a produção, porém reduzir os custos”, explicou o secretário.
Cassiano Falleiros tranquilizou os gestores quanto aos serviços de responsabilidade do Hospital Regional de Cáceres. Entretanto, ele deixou claro que há a necessidade dos municípios organizarem o sistema de regulação dos pacientes eletivos.
“O Hospital Regional continuará fazendo a sua parte, que é atender os casos de urgência e emergência, enquanto os municípios devem reestruturar o sistema de regulação para evitar que os pacientes eletivos fiquem esperando por cirurgias durante muito tempo”, ressaltou Cassiano Falleiros.
Cirurgias oncológicas
Em relação às cirurgias oncológicas, entre os dias 1º e 17 de outubro o hospital já realizou 29 procedimentos cirúrgicos. Sobre o assunto, o diretor técnico Hernandez Coutinho foi objetivo. “Não deixamos de fazer nenhuma cirurgia oncológica. Todos os pacientes que têm chegado aqui com diagnóstico de câncer estão sendo operados. Apenas as pequenas intervenções em pacientes que ainda não tem o diagnóstico de câncer é que estão suspensas porque o Hospital Regional, como já foi dito, não tem a missão de realizar as eletivas”.
O Hospital Regional de Cáceres, referência para 24 municípios da região Oeste, atende em média 400 mil pessoas, inclusive moradores de San Matias e San Ignácio de Velasco, na Bolívia. 

Assessoria SES/MT 
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.