Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Santos sofre contra o Vitória, fica no empate e não encosta no Corinthians
O Corinthians perdeu para o Bahia no último domingo, em Salvador, e animou os santistas para a possibilidade de encostar na liderança do Campeonato Brasileiro. O único problema é que faltou combinar com o Vitória. Jogando mal, o Peixe viu o rubro-negro dominar boa parte do confronto e ficou apenas no empate em 2 a 2, na noite desta segunda-feira, no Pacaembu, pela 28ª rodada do torneio nacional.
A igualdade foi ruim para as duas equipes. Enquanto o Leão, com 33 pontos, segue coladinho na zona de rebaixamento, o alvinegro chegou aos 49, não encostou no Corinthians, que segue liderando com 9 pontos de vantagem, e ainda perdeu a segunda colocação para o Grêmio.
Na 29ª rodada, os santistas encaram o Sport, na próxima quinta-feira, às 21h (de Brasília), na Ilha do Retiro. No mesmo dia, mas às 20h, o Vitória recebe o Atlético-PR, em Salvador.
Vitória dominando e placar igual
Mesmo jogando fora de casa, o Vitória não se intimidou e começou a partida colocando o Santos ‘na roda’. Aos 11 minutos, Yago cobrou escanteio na área, Vanderlei saiu mal do gol e quase o time baiano abriu o marcador.
Apesar do susto, o Peixe seguiu perdido dentro de campo. Nervoso e errando muitos passes, a equipe comandada por Levir Culpi viu o Leão chegar ao gol aos 22 minutos. Após erro de Copete, Neilton tocou para Tréllez, que mandou para Fillipe Souto. O volante rolou para David dentro da área. O atacante teve calma para driblar Vanderlei e estufar as redes do Pacaembu.
A desvantagem não acordou o alvinegro, que seguiu sofrendo para chegar ao ataque. Além disso, o Vitória continuou sendo mais perigoso. Aos 28, Uillian Correia mandou uma bomba de longe e Vanderlei faz bela defesa para salvar o Santos.
E o famoso ditado do ‘quem não faz toma’ crucificou o time baiano aos 35 minutos. Mesmo sendo completamente dominado no Pacaembu, o Peixe chegou ao empate após Zeca cruzar e Jean Mota desviar de cabeça para bater o goleiro Caíque.
O Vitória não sentiu o gol e foi pra cima novamente. No lance seguinte, Yago bateu colocado de fora da área e Vanderlei espalmou. Depois, Ramon mandou pra fora.
Já no último minuto da primeira etapa, Lucas Lima cobrou falta dentro da área e Ricardo Oliveira desviou. A bola passou raspando a trave, mas o duelo foi para o intervalo empatado em 1 a 1.
Jogo movimentado e empate persiste 
Completamente dominado na primeira etapa, o Santos voltou melhor após o intervalo. Logo aos seis minutos, Copete cruzou na cabeça de Ricardo Oliveira. O centroavante, porém, não testou com firmeza e Caíque defendeu.
A Leão não se intimidou e mostrou que seguia com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Aos 11, David aproveitou contra-ataque, cruzou na área e Neilton mandou uma bomba no travessão.
No lance seguinte, Wallace recebeu na área após cobrança de escanteio e chutou firme, obrigando Vanderlei a salvar o Peixe mais uma vez.
Aos 19 minutos, porém, o goleiro santista não conseguiu segurar o zagueiro do Vitória. Após cobrança de escanteio, Wallace ganhou de David Braz e cabeceou com força para fazer 2 a 1.
O tento silenciou o Pacaembu. Porém, quando parecia que o Santos sentiria a pressão, Daniel Guedes cruzou na área, Serginho furou e Ramon mandou contra a própria meta, deixando tudo igual.
O jogo ficou aberto e eletrizante em São Paulo. Aos 31 minutos, Serginho ganhou da zaga, avançou e arriscou de fora da área. A bola passou perto do gol de Caíque e quase o Peixe alcançou a virada.
Na reta final do confronto, o Vitória passou a jogar mais recuado, esperando um bom contra-ataque para tirar a vitória. O Santos, por sua vez, trocou passes e abusou dos cruzamentos pouco eficientes na área, decretando o empate em 2 a 2 no Pacaembu.
FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 2 VITÓRIA
Data: 16 de outubro de 2017, segunda-feira
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock e Helton Nunes (ambos SC)
Público: 19.007
Renda: R$ 428.430,00
Cartões amarelos: SANTOS: David Braz, Alison. VITÓRIA: Caíque Sá, Wallace, Yago e Carlos Eduardo.
GOLS:
SANTOS: Jean Mota, aos 35 do 1T; Ramon (contra), aos 24 do 2T;
VITÓRIA: David, aos 22 do 1T; Wallace, aos 19 do 2T;
SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Matheus Jesus (Vecchio) e Lucas Lima; Copete (Serginho), Jean Mota (Lucas Crispim) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Levir Culpi
VITÓRIA: Caíque; Caique Sá, Wallace, Ramon e Juninho; Uillian Correia, Fillipe Soutto e Yago (Patric); David (Danilinho), Neilton (Carlos Eduardo) e Tréllez.
Técnico: Vagner Mancini
Fonte: www.gazetaesportiva.com
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.