Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Foto: Divulgação
O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,6 milhões de associados e atuação em 21 estados brasileiros – manteve o desempenho positivo no primeiro semestre deste ano. O resultado líquido da instituição cresceu 36,4%, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 1,2 bilhão.

Em junho de 2017, os ativos atingiram R$ 72,8 bilhões, crescimento de 17,2% no comparativo com o primeiro semestre de 2016. Já o patrimônio líquido do Sicredi mostrou expansão de 19,3%, atingindo R$ 11,8 bilhões. O Índice de Basileia Aglutinado (análise gerencial que compara o patrimônio de referência de todas as entidades do Sistema Sicredi com os riscos de suas atividades) foi de 25,0% nesse semestre, indicando confortável situação patrimonial.

Poupança fomentando o crédito rural – Na captação, o Sicredi obteve um crescimento de 18,0% em depósitos totais. Nos depósitos a prazo, o crescimento foi de 14,0% no comparativo com o primeiro semestre de 2016, totalizando R$ 29,2 bilhões. No mesmo período, a poupança, um dos focos da instituição financeira cooperativa, teve um aumento de 32,9%, atingindo R$ 7,8 bilhões.

Uma das razões para o relevante desempenho em poupança é o próprio modelo de atuação do Sicredi. “No cooperativismo de crédito, os associados são os donos do negócio. Com isso, há um comprometimento não somente para manter os resultados equilibrados da cooperativa de crédito a qual se associaram, como também para fomentar o desenvolvimento local. E é justamente aí que entra a importância do incremento constante no volume de depósito em poupança, pois os recursos dessa captação são usados pelo Sicredi para fomentar o crédito rural”, destaca João Tavares, presidente-executivo do Banco Cooperativo Sicredi, que assumiu a nova função em junho deste ano.

Crescimento do crédito e baixa inadimplência – No primeiro semestre de 2017, a carteira de crédito do Sicredi registrou R$ 37,0 bilhões, um incremento de 16,8% em relação ao mesmo período de 2016. Deste montante, 67% está em cidades de pequeno porte (até 50 mil habitantes) e 51% do crédito comercial para pessoa jurídica foi concedido para micro e pequenas empresas (faturamento até         R$ 3,6 milhões anuais), evidenciando o suporte que a instituição financeira cooperativa proporciona a este segmento.

A carteira de crédito rural e direcionados fechou em R$ 15,9 bilhões, com crescimento de 22,8% em comparação ao mesmo período de 2016. No Plano Safra 2016/2017, foram liberados R$ 12,4 bilhões, 41% mais do que na safra anterior que foi R$ 8,8 bilhões, totalizando 175 mil operações e 104 mil associados atendidos, abrangendo mais de 1.500 municípios brasileiros.

Mesmo com o crescimento da carteira de crédito, o índice de inadimplência do Sicredi manteve-se baixo, com 2,08.

Ampliação da presença nacional e número de associados – Ainda, em 2017, as assembleias reuniram 420.914 associados e convidados do Sicredi. “A assembleia é o momento em que o associado participa, sugere e decide, constituindo-se no principal canal de escuta aos associados. Nelas, as oportunidades de melhoria são registradas, com retorno pontual e local ao associado pela sua cooperativa de crédito, por meio de canais informais. O engajamento dos associados, no entanto, é frequente, realizado também no dia a dia das cooperativas de crédito integrantes do Sicredi, em 21 estados brasileiros”, explica Tavares.

Essa presença nacional ganhou ainda mais força com a consolidação da filiação da Central Norte Nordeste ao Sicredi e, também, a chegada da instituição financeira cooperativa ao Acre, com duas agências, pertencentes à Cooperativa Noroeste, filiada à Central Sicredi Centro Norte.

  •  Fonte: Assessoria

Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.