Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Foto: Reprodução
Uma faixa informando o bloqueio da MT 170, a partir desta quinta-feira (30), foi colocada ao lado da rodovia para alertar os motoristas. São acampados que querem solucionar algumas discordâncias juntamente ao INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e prometem manter o bloqueio até a solução desses impasses.
No total, são 460 famílias que vivem a margem da rodovia há quatro anos, em área territorial do município de Brasnorte e que esperam a desapropriação de uma fazenda para realização da reforma agrária pelo instituto.
A expropriação é a modalidade original de obtenção de terras para realização da reforma. Está prevista na Lei 8.629/93, a qual esclarece “a propriedade rural que não cumprir a função social é passível de desapropriação”. Quem decide se uma propriedade está sendo produtiva ou não é o INCRA que avalia por meio de índices de produtividade.
Segundo o presidente dos acampados da Paranorte, Luís Antônio, há uma demora muito grande por parte do INCRA, em fornecer um novo laudo técnico, visto que o primeiro que foi feito, apontou a área como “área improdutiva”.
Os acampados aguardam a votação do projeto e parecer final, que deverá ser entregue até esta quinta-feira (30) e aguardam também a entrega de várias cestas básicas que foram ganhas pelas famílias, que ainda não receberam.
O bloqueio da MT 170 deverá acontecer a partir das 5 horas da manhã desta quinta-feira (30) e deve seguir interditada até a chegada de autoridades. Só será permitida a passagem de ambulâncias e viaturas da polícia.
Fonte: Juína News
Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.