Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Foto: Reprodução
Uma faixa informando o bloqueio da MT 170, a partir desta quinta-feira (30), foi colocada ao lado da rodovia para alertar os motoristas. São acampados que querem solucionar algumas discordâncias juntamente ao INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e prometem manter o bloqueio até a solução desses impasses.
No total, são 460 famílias que vivem a margem da rodovia há quatro anos, em área territorial do município de Brasnorte e que esperam a desapropriação de uma fazenda para realização da reforma agrária pelo instituto.
A expropriação é a modalidade original de obtenção de terras para realização da reforma. Está prevista na Lei 8.629/93, a qual esclarece “a propriedade rural que não cumprir a função social é passível de desapropriação”. Quem decide se uma propriedade está sendo produtiva ou não é o INCRA que avalia por meio de índices de produtividade.
Segundo o presidente dos acampados da Paranorte, Luís Antônio, há uma demora muito grande por parte do INCRA, em fornecer um novo laudo técnico, visto que o primeiro que foi feito, apontou a área como “área improdutiva”.
Os acampados aguardam a votação do projeto e parecer final, que deverá ser entregue até esta quinta-feira (30) e aguardam também a entrega de várias cestas básicas que foram ganhas pelas famílias, que ainda não receberam.
O bloqueio da MT 170 deverá acontecer a partir das 5 horas da manhã desta quinta-feira (30) e deve seguir interditada até a chegada de autoridades. Só será permitida a passagem de ambulâncias e viaturas da polícia.
Fonte: Juína News
Marcadores: , ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.