Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Roza Figueira levava uma vida humilde com a mãe e os quatros irmãos no Bairro Santa Laura

Roza Figueira quando trabalhava como porteira em Cuiabá e agora como modelo
É de Cuiabá uma das grandes apostas das passarelas internacionais para 2018. A modelo Roza Figueira, de 23 anos, foi descoberta há apenas quatro meses trabalhando como porteira de um condomínio da Capital e já é um sucesso em Nova York, Londres, Milão e Paris.

Em pouquíssimo tempo, ela já tem no currículo trabalhos com a estilista inglesa Viviene Westwood e revistas como Paper Magazine, Interview, Iris Covet Book e The Squad.

Neste mês, Roza deu mais um grande passo em sua carreira na moda. Ela está na capa da revista Happer’s Bazaar brasileira, uma das mais importantes do ramo no País.  

Em entrevista por telefone ao MidiaNews, Roza – que nesta semana está em Londres – contou que nunca imaginou que a sua vida pudesse dar tamanha reviravolta.

Ela foi descoberta no condomínio pelo escouter (caça-talento) Jocler Turmina, da agência Map Model, em Cuiabá.

Ele - que já está há mais de 20 anos no mercado descobrindo modelos - a convidou para participar de um workshop, na Capital.

Divulgação
modelo
Roza na capa da revista Happer’s Bazaar brasileira
Lá, Roza foi aprovada na primeira fase e, logo em seguida, apresentada para agência Elite em Nova York.

“Enxergaram uma beleza em mim que nem eu mesma via. Despertando uma ‘Roza’ que nem eu conhecia”, disse a modelo.

Origem humilde

Antes do sucesso no mundo da moda, Roza vivia uma vida bastante humilde com a mãe e os quatros irmãos no Santa Laura, um bairro na região Sul de Cuiabá, com infraestrutura precária e altos índices de violência.

Com 16 anos, ela teve que largar os estudos para trabalhar e ajudar a família. Roza nunca conheceu seu pai.

“Comecei trabalhando de babá. Depois trabalhei como apontadora em uma obra e meu último trabalho antes de me tornar modelo foi como agente de portaria, onde fiquei por dois anos”, contou.

A rotina nesses últimos anos era: acordar às 4h, tomar banho, arrumar-se, comer e pegar dois ônibus para entrar no serviço às 6h.

“Não sinto vergonha de quem eu era. Pelo contrário, sou muito grata por tudo que passei para estar aqui hoje”, afirmou.

“Tudo isso foi um presente de Deus em minha vida. Ele planejou tudo. Eu só tenho que agradecer. A minha vida mudou, a minha conta bancária também está mudando, mas eu nunca vou deixar  de ser eu mesma, essa Roza humilde e batalhadora que acorda todo dia para  ser uma pessoa melhor”, completou, sem revelar o quanto ganha atualmente como modelo.

Nova rotina

É difícil porque eu só saía de Cuiabá para ir a Nossa Senhora do Livramento, Rondonópolis e do nada me deparar com Nova Iorque, não foi e não está sendo fácil

Roza contou que ainda está se adaptando à vida no exterior.

“É difícil porque eu só saía de Cuiabá para ir a Nossa Senhora do  Livramento, Rondonópolis... E do nada me deparar com Nova York, não foi e não está sendo fácil”, disse.

“Eu costumo dizer que estou nascendo novamente, tendo que aprender a andar, a falar, a conviver com pessoas diferentes, a comer comidas diferentes”, completou.

Uma das maiores dificuldades, conforme ela, é a língua.  

“Quando falaram que eu ia para Nova York, cheguei em casa, abri o YouTube e comecei a estudar inglês. Também comprei e emprestei alguns livros, porque eu não sabia nem dizer 'oi' em inglês. Hoje, eu ainda não domino muito a língua, mas entendo e consigo conversar algumas coisas importantes”, revelou.

A  atual rotina de Roza é bem diferente do passado. A cada semana ela está em uma cidade diferente fazendo sessões de fotos.  

“Ser modelo é uma coisa incrível. A cada dia eu procuro fazer o meu melhor. Quando eu aceitei tudo isso, não foi pela fama, mas sim pela oportunidade de mudar de vida”, disse.

“O meu objetivo para o futuro é conseguir me estabilizar, ter uma casa, uma família. Quero ajudar minha família, porque agora no começo está um pouco desorganizado, devido eu ser uma modelo nova, tenho que estar mudando de cidade a cada semana, então tudo isso eu tenho que organizar com o tempo” pontuou.



Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.