Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A estatal China Communication Construction Company (CCCC) está interessada no projeto da Ferrogrão, ferrovia entre Sinop e Miritituba (PA), e deve participar do leilão do projeto, que está avaliado em mais de R$ 12 bilhões. Por causa disso, diretores da empresa realizarão uma visita em Mato Grosso ainda nesse ano. 
O governador Pedro Taques (PSDB) integra uma comitiva que está na China e se reuniu com os dirigentes da empresa nesta segunda (6), na capital chinesa, Beijing, onde o investimento foi discutido. Do país asiático, Taques deve seguir para a Alemanha para participar da COP 23.
A CCCC também tem interesse em outros projetos de ferrovia no Brasil, com a Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste) e Ferrovia Norte-Sul. Além disso, a estatal deve investir na construção de um porto em São Luís (MA), sendo que esse projeto já em andamento.
No encontro com os diretores da gigante chinesa – que tem 120 anos de existência, é a terceira maior empresa na área de construção do mundo e está presente em 150 países – o governador apresentou detalhes sobre a produção agrícola de Mato Grosso e explicou sobre a necessidade de se realizar investimentos na área de infraestrutura, um dos gargalos do setor produtivo.
O vice-presidente mundial da CCCC, Sun Ziyu, disse que o projeto de expansão dos investimentos no Brasil é prioridade e que, ainda este ano, fará uma visita oficial a Mato Grosso. “Depois dessa visita o governador abrigou uma nova página para a CCCC e acredito que vamos começar uma parceria. Espero em breve nos encontrarmos em Mato Grosso”, pontuou.
Ferrogrão
Em 31 de outubro, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou os estudos para o leilão de construção da Ferrogrão. A concessão será de 65 anos e vencerá o leilão que oferecer o maior valor ao governo. O lance mínimo será de R$ 0,01.
A ferrovia terá que ser inteiramente construída pela concessionária, que ficará responsável pela implantação da infraestrutura e também pela operação dos trens. O investimento previsto para a ferrovia, que terá 934 quilômetros de extensão, é de mais de R$ 12 bilhões. Os estudos destacam que a remuneração para a concessionária virá do serviço de transporte ferroviário. De acordo com os documentos, o risco de demanda também será integralmente assumido pela concessionária.
A Ferrogrão faz parte dos projetos do Programa de Parceria de Investimentos (PPI). A previsão do governo é publicar o edital no primeiro trimestre de 2018 e fazer o leilão no segundo trimestre de 2018. (Com Assessoria e informações do G1)
Fonte: G1
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.