Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Em um mês, os recenseadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) visitaram um milhão de estabelecimentos rurais em todo o País. O balanço, divulgado nesta quarta-feira, está dentro das expectativas, mas já impressionou o coordenador técnico do Censo Agro, Antônio Florido.
“Surpreendeu a quantidade de questionários que recebemos neste primeiro mês, já que sabíamos que as duas primeiras semanas eram de adaptação. São cinco meses de coleta, pouco mais de 5 milhões de estabelecimentos, o que dá cerca de 1 milhão de questionários por mês. Foi o que fizemos em outubro. A previsão é que, em novembro, a gente ultrapasse essa marca de 1 milhão no mês, com novos recenseadores e ajustes feitos”, explica.
A coleta é totalmente digital, por meio dos Dispositivos Móveis de Coleta (DMCs), que rodam um aplicativo desenvolvido pela Diretoria de Informática do IBGE . O questionário tem perguntas cujas respostas vão ajudar a elaborar um novo perfil da pecuária, agricultura e agronegócio brasileiro.
Para realizar o trabalho, aproximadamente 20 mil recenseadores estão em campo em todos os estados do Brasil. Nem todas as cidades, no entanto, já foram visitadas. Isso porque o ritmo da coleta varia de acordo com as particularidades de cada local.
Em Mato Grosso, por exemplo, a quantidade de grandes propriedades demandam mais tempo dos recenseadores. Cada um visita cerca de seis setores censitários (divisão territorial de trabalho) e só pode passar para a próxima área após concluir a anterior. Assim, o IBGE explica que enquanto o recenseador visita um setor, outros cinco estão sem coleta.
Após terminar a entrevista com os proprietários dos estabelecimentos rurais, o recenseador envia o questionário com as informações do estabelecimento que visitou. Os dados são checados pelos agentes censitários supervisores e ou regionais, que verificam a consistência das informações.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.