Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Madeireiros incendeiam caminhonete do Ibama em Guariba no interior de MT

Caso foi registrado nesta terça-feira (7) na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, em Colniza


Uma caminhonete do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis) foi incendiada nesta terça-feira (7) na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, no Município de Colniza (1.080 km a Nordeste de Cuiabá).

De acordo com Evandro Selva, diretor regional do instituto federal em Juína (741 km da Capital), o ataque ocorreu durante uma operação de monitoramento contra o desmatamento na região.

Uma equipe composta por nove servidores estavam no local há duas semanas realizando o trabalho. 

Segundo ele, as informações sobre o atentando ainda estão truncadas, uma vez que a região é de difícil acesso e comunicação.

A equipe já foi ordenada a retornar à base em Juína por causa do risco à integridade física dos servidores. Não há informações sobre feridos.

Conforme apurou a reportagem, o ataque teria sido orquestrado por um grupo de madeireiros que atuam na reserva. 

Eles estariam revoltados com as multas aplicadas durante a operação. O fogo foi controlado por moradores da região. 

Nos últimos dois anos, a média anual de desmatamento na região saltou de 8 mil hectares para 15,6 mil e 14,5 mil hectares.

Conforme Evandro Selva, o monitoramento contra o desmatamento é feito de forma rotineira. Essa, no entanto, é a primeira vez que a instituição sofre um atentando. 

Ainda segundo o diretor regional, os servidores devem registrar um boletim de ocorrência sobre o caso assim que chegarem a Juína.

Ataque no Amazonas

Este é o segundo ataque ao Ibama na região Amazônica em menos de um mês. 

Em outubro, os prédios do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), e do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária ), além de uma caminhonete do Ibama, foram incendiados por um grupo de garimpeiros, no Município amazonense de Humaitá (a 590 quilômetros a sudoeste de Manaus).
  
De acordo com informações, a ação criminosa ocorreu depois que o Ibama apreendeu e incendiou balsas de garimpeiros, que atuavam na extração de ouro, na área do Rio Madeira

Fonte: Midia News
Marcadores: , ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.