Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Madeireiros incendeiam caminhonete do Ibama em Guariba no interior de MT

Caso foi registrado nesta terça-feira (7) na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, em Colniza


Uma caminhonete do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis) foi incendiada nesta terça-feira (7) na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, no Município de Colniza (1.080 km a Nordeste de Cuiabá).

De acordo com Evandro Selva, diretor regional do instituto federal em Juína (741 km da Capital), o ataque ocorreu durante uma operação de monitoramento contra o desmatamento na região.

Uma equipe composta por nove servidores estavam no local há duas semanas realizando o trabalho. 

Segundo ele, as informações sobre o atentando ainda estão truncadas, uma vez que a região é de difícil acesso e comunicação.

A equipe já foi ordenada a retornar à base em Juína por causa do risco à integridade física dos servidores. Não há informações sobre feridos.

Conforme apurou a reportagem, o ataque teria sido orquestrado por um grupo de madeireiros que atuam na reserva. 

Eles estariam revoltados com as multas aplicadas durante a operação. O fogo foi controlado por moradores da região. 

Nos últimos dois anos, a média anual de desmatamento na região saltou de 8 mil hectares para 15,6 mil e 14,5 mil hectares.

Conforme Evandro Selva, o monitoramento contra o desmatamento é feito de forma rotineira. Essa, no entanto, é a primeira vez que a instituição sofre um atentando. 

Ainda segundo o diretor regional, os servidores devem registrar um boletim de ocorrência sobre o caso assim que chegarem a Juína.

Ataque no Amazonas

Este é o segundo ataque ao Ibama na região Amazônica em menos de um mês. 

Em outubro, os prédios do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), e do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária ), além de uma caminhonete do Ibama, foram incendiados por um grupo de garimpeiros, no Município amazonense de Humaitá (a 590 quilômetros a sudoeste de Manaus).
  
De acordo com informações, a ação criminosa ocorreu depois que o Ibama apreendeu e incendiou balsas de garimpeiros, que atuavam na extração de ouro, na área do Rio Madeira

Fonte: Midia News
Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.