Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Os dados de vendas de veículos zero quilômetros em Mato Grosso tiveram um aumento de 49,3% em outubro na comparação com o mês anterior. As informações são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – Regional Mato Grosso (Fenabrave-MT). Porém, os números não são comemorados pelo setor, pois o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), esteve em greve por quase 60 dias (de 11 de setembro a início de novembro).
Com a greve, a emissão de certificados, um dos processos do emplacamento, deixou de ser realizado. “Sem o correto registro de emplacamentos, situação ainda relatada pelas concessionárias, ficamos receosos em fazer uma análise, pois podemos estar incorrendo em erro. Será preciso um tempo para a situação se regularizar”, explica o diretor regional da Fenabrave-MT.
Apesar da insegurança quanto ao registro correto, a comercialização de automóveis, caminhões, ônibus, motocicletas, comerciais leves, implementos rodoviários e outros também cresceu na comparação entre outubro de 2017 e outubro do ano passado. O aumento foi de 8,5%. Em 2017 venderam 5.740 unidades, já em outubro de 2016, foram 5.288 unidades. Já no acumulado do ano, ainda registra-se queda, de 6,5%. De janeiro a outubro de 2016, foram comercializados 62.725 veículos e no mesmo período de 2017, foram 58.592.
Entretanto, no Brasil, outubro foi um mês significativo para a retomada do crescimento das vendas, pois as vendas cresceram 20,98%, em comparação com o mesmo mês de 2016, e chegou a 282.363 unidades de todos os segmentos.
O avanço é puxado pelas vendas de automóveis e comerciais leves (picapes, vans e furgões), que representam a grande maioria dos emplacamentos e tiveram crescimento de 26,9% no mês, também na comparação com outubro de 2016. “Esperamos nos próximo mês com o Detran em plena atividade, tenhamos números que demonstrem crescimento assim como nacionalmente. E que tenhamos assertividade em falar em bom desempenho”, destaca Boscolo.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.