Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A diretoria do Flamengo dá os primeiros para a formatação do elenco em 2018. No último sábado (16), o departamento de futebol se reuniu para traçar diretrizes da próxima temporada. Algumas questões estão em análise, mas jogadores como o goleiro Alex Muralha e o meia argentino Federico Mancuello estão mesmo fora dos planos da comissão técnica.
Depois do retorno de Conca ao chinês Shanghai SIPG, a dupla lidera a lista de saídas e depende dos respectivos empresários para conhecer o novo clube. Uriel Pérez, representante de Mancuello, realiza contatos para a transferência.

Alex Muralha não tem mais clima para jogar no Flamengo. E destino pode ser o Japão
O compromisso do argentino com o Rubro-negro vai até janeiro de 2020. Mancuello custou R$ 12 milhões, mas jamais rendeu o esperado na Gávea. O empresário já foi avisado da decisão e busca um clube para o jogador. O México é uma possibilidade, assim como o retorno ao futebol argentino. O Independiente, ex-clube do atleta e campeão da Copa Sul-Americana, tem interesse.
Mancuello é considerado uma das principais frentes de negociação definitiva no elenco, mas também é visto como importante moeda de troca. Se for vendido, o Flamengo quer recuperar a maior parte do investimento frustrado no jogador.
Já a situação envolvendo Alex Muralha se encaminha para o futebol japonês. O empresário Alexandre Aki possui excelente trânsito nos clubes do país e já ouviu propostas de dois interessados.
O contrato de Muralha com o Flamengo vai até 31 de dezembro de 2020. No entanto, não há mais clima para o goleiro continuar na Gávea depois das péssimas atuações, falhas e críticas da torcida. O empréstimo é uma alternativa, embora o plano da diretoria rubro-negra esteja em uma negociação definitiva.
A expectativa também está por conta dos futuros de Rafael Vaz, Márcio Araújo, Gabriel e outros atletas que viveram uma temporada delicada e são renegados pelos torcedores. As próximas semanas serão decisivas para o futuro do Flamengo e a montagem do elenco.
Fonte: Vinicius Castro Do UOL, no Rio de Janeiro.
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.