Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Foto: Reprodução
O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, afirmou que após a morte do prefeito Vando Colnizatur (PSB), outros dois prefeitos de cidades no interior do Estado já o procuraram para afirmar que também sofrem ameaças e temem por suas vidas. De acordo com ele, os casos já estão sendo investigados pela Secretaria de Estado de Segurança (Sesp).

“A segurança dos prefeitos é uma preocupação sim, porque existem outros prefeitos que já manifestaram que estão sendo ameaçados e também o Governo do Estado já está sabendo, eu só vou manter em sigilo para não atrapalhar as investigações. Tem cidade que não tem polícia militar, e nestas regiões mais distantes, que tem conflitos agrários, tem até questão de viés político, precisa ter uma atenção mais especial, mas estes dois já estão sendo investigados”, disse Fraga.

Neurilan, no entanto, não quis passar mais informações sobre os dois casos para não prejudicar as investigações. Ele também disse que apenas a polícia pode confirmar as motivações para os crimes contra os políticos.

“Só o aparato policial que está investigando que poderá dar mais informações, porque são várias versões, nós chegamos lá em Colniza e tinha várias versões, de cunho político, de negócios, de mágoa, então é muito complexo isso. Quando ficamos sabendo do Vando a gente emitiu uma nota pedindo providências, e o caso quase já foi solucionado, porque quem executou, o mandante, até agora a Justiça está investigando, mas em menos de 10 horas já tinham sido presos os assassinos”.

O presidente da AMM disse que depois do caso em Colniza ele pediu que os prefeitos que estivessem em situação parecida que o procurassem. Depois disso os dois prefeitos relataram as ameaças.

“Eu só sei porque fiz um apelo para que todos que estivessem em situações parecidas me comunicassem, para tomar as providências, porque depois da morte do prefeito Vando acendeu esta luz. E o Vando não tinha comunicado nenhuma ameaça anteriormente. Quando eu conversava com ele, ele dizia que enfrentava problemas de viés políticos, mas nenhuma ameaça”.

As investigações sobre as ameaças contra os dois prefeitos do interior do Estado já estão sendo conduzidas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Fonte: Vinicius Mendes /Carlos Dorileo
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.