Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Investimentos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) nas rodovias federais BRs 070 e 174 na região que vai de Cuiabá à divisa com Rondônia, irão impulsionar o transporte intermodal de grãos e garantir a segurança dos motoristas. Segundo a Superintendência Regional do Dnit no Estado, para a adequação completa dessas rodovias, está previsto o investimento de R$ 500 milhões para a segurança viária e o aumento do tráfego que será gerado pela implantação de portos pela iniciativa privada e da Zona de Processamento de Exportação (ZPE).
“O transporte de grãos requer rodovias preparadas para receber um grande volume de cargas. Nesse sentido, o Dnit investe na região que vai de Cuiabá até a divisa com Rondônia. Também realizamos estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a pavimentação do acesso de Cáceres até Santo Antônio das Lendas (68 km), região que deve receber futuramente estações de Transbordo de Cargas pela iniciativa privada”, diz o superintendente Regional do DNIT em Mato Grosso, engenheiro civil Orlando Fanaia Machado.
Ele lembra que a operação da Hidrovia Paraguai-Paraná representará economia de 20% no custo do transporte de cargas, considerando o potencial inicial de 3,5 milhões de toneladas de grãos a serem exportados. Foram investidos, em 2017, R$ 256 milhões na BR174 de Cáceres à divisa de Rondônia.
Esses valores contemplaram, por exemplo, a travessia de Comodoro, o trevo da Unemat próximo a Pontes e Lacerda, a manutenção de toda a extensão rodoviária e o desenvolvimento do programa BR Legal, que trabalha com a sinalização viária. Ao todo, 9 municípios fazem parte deste trecho e são beneficiados. São eles: Pontes de Lacerda, Mirassol do Oeste, Cáceres, Porto Esperidião, Glória do Oeste, Conquista do Oeste, Comodoro, Nova Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade.
Fonte:A Gazeta (foto: divulgação)
Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.