Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O braçal Thiago Silva Pereira, de 28 anos, suspeito do duplo homicídio contra mãe e filho nesta quarta (27), na zona rural de Canarana (a 837 km de Cuiabá), foi indiciado pela Polícia Civil. Ele está preso desde que se apresentou, logo após ter cometido os crimes e capotado uma caminhonete Chevrolet S-10 na BR-158. 
Reprodução
Foto8-Atras-das-grades-.jpg
Braçal Thiago Silva Pereira está preso em Canarana e foi indiciado
Thiago confessou o assassinato da fazendeira Wilma Morais Ferreira dos Santos, de 64 anos, e do filho Edvaldo Ferreira dos Santos, 48. Eles foram mortos a tiros dentro da sede da Fazenda Rio Bonito, a 90 km da cidade. Mãe e filho foram executados quando dormiam em quartos separados da casa. 
O suspeito tinha sido contratado há cerca de uma semana para serviços gerais e limpeza de gado, e na madrugada de quarta, usando armas da própria fazenda, matou Wilma e Edvaldo. 
Após o duplo homicídio, Thiago tentou empreender fuga em uma caminhonete S-10 de propriedade da vítima. Além de levar o veículo, ele furtou as armas utilizadas nos crimes, uma mala com aparelhos celulares e talonários de cheques. No trajeto da fazenda até Canarana ele capotou o carro. 
Socorrido por populares, o suspeito resolveu se entregar à Polícia Civil depois que as armas foram avistadas dentro da caminhonete. Na delegacia, contou a versão de que a propriedade tinha sido assaltada, mas confessou ter assassinado mãe e filho. 
Embora tenha confessado, a Polícia Civil vai continuar com as investigações para esclarecer se realmente se trata de um latrocínio (roubo seguido de morte), já que Thiago levou a S-10 e vários pertences das vítimas, entre elas uma pistola 380.
Fonte:Francis Amorim/RD News 
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.